SALA DE DEBATE. As finanças estaduais combalidas, dificuldades no trânsito de SM, propostas anticrime...

SALA DE DEBATE. As finanças estaduais combalidas, dificuldades no trânsito de SM, propostas anticrime…

SALA DE DEBATE. As finanças estaduais combalidas, dificuldades no trânsito de SM, propostas anticrime... - sala

Âncora Roberto Bisogno (E), Elvandir José da Costa, este editor e Péricles Lamartine Palma Costa, o time de hoje (foto Gabriel Cervi Prado)

Uma terça-feira animada, entre meio dia e 1 e meia da tarde, na Rádio Antena 1. Com importante participação dos ouvintes, o “Sala de Debate”, ancorado por Roberto Bisogno, tratou e avaliou e discutiu temas que fazem parte do dia-a-dia de todos nós. Exemplo? As combalidas finanças estaduais, objeto de medidas do governador Eduardo Leite, que quer ver aprovada na Assembleia Legislativa, por exemplo, a possibilidade de venda de estatais (CRM, CEEE e Sulgás), sem a necessidade de plebiscito.

Mas não foi apenas esse o tema tratado pelos convidados desta terça-feira, Elvandir José da Costa e Péricles Lamartine Palma Costa, além deste editor. Se discutiu, por exemplo, as dificuldades no trânsito de Santa Maria e o comportamento do motorista, e as medidas anticrime, inclusive a formalização da prisão já a partir de decisão em segunda instância, anunciadas ontem pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro.

PARA OUVIR O “SALA” DE HOJE, BLOCO POR BLOCO, CLIQUE NOS LINQUES ABAIXO!!!

 



5 comentários

  1. O Brando

    Sem citar os artigos do Código Brasileiro de Transito. Bicicleta é considerado veículo. Se não existe via apropriada para a mesma deve trafegar na ‘beirada’ da via. Na filosofia ‘o maior cuida do menor e todos cuidam do pedestre’, chegar a menos de metro e meio do ciclista com o veículo rende multa. Um ciclista paramentado muito provavelmente conhece seus direitos, não deveria estar indicando via lateral. O que foi dito sobre velocidade, como não poderia deixar de ser, era bobagem.

  2. O Brando

    Pessoal roda presa não é composto somente de carros velhos. Tem muito bacana por aí falando no celular enquanto dirige. Motoqueiros com o fone encaixado entre a orelha e o capacete.

  3. O Brando

    Questão da prisão em segunda instancia esta para ser debatida novamente no STF. Questão constitucional não é pacifica por motivo bem simples, em 2011 modificaram a redação de um artigo do Código de Processo Penal: ‘Ninguém poderá ser preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada da autoridade judiciária competente, em decorrência de sentença condenatória transitada em julgado ou, no curso da investigação ou do processo, em virtude de prisão temporária ou prisão preventiva.’ Virou objeto das ações no Supremo.

  4. O Brando

    Segurança pública foi para o vinagre. Falam das milícias, problema existe, mas o crime organizado já está um passo adiante, basta procurar ‘Narcosul’ no Google.
    Resumo da ópera é bem simples, ideologicamente alguns acreditam (é matéria de fé) que existem princípios filosóficos que se sobrepõe ao que deseja a população, fere o sentimento de ‘justiça’ da mesma. Alguns aderem a esta corrente por convicção, outros por corporativismo, outros por ‘maria-vai-com-as-outrasnismo’ e outros por pura picaretagem. Existem teses e teses escritas para justificar a coisa toda, ou seja, montes de textos que servem como ‘boa técnica’ ou simplesmente chamar os opositores de ignorantes. Ou seja, numa democracia a opinião da maioria não interessa na hora de se determinar a politica criminal.

  5. O Brando

    STF? Sinaliza uma decisão salomônica, prisão após terceira instancia, STJ. O que vai desagradar gregos e baianos.
    Há um pano de fundo nesta história, sistema jurídico romano-germânico versus common law. Debate artificial e um pouco atrasado, sistema por lá já é misto há muito tempo.
    Propostas do Moro ainda tem que passar pelo Congresso. E como diria o grande filósofo cearense Cid Gomes: ‘O Molusco tá preso, babaca!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *