BARRACO DA ALEMOA. Frida ZenKalo e suas incríveis memórias: ronhas no PT e plano diretor

BARRACO DA ALEMOA. Frida ZenKalo e suas incríveis memórias: ronhas no PT e plano diretor

Nesta semana, ainda em férias, a colunista mundano-social-política Frida ZenKalo envia três notas originalmente publicadas no ano passado e que deram muuuito o que falar. Acompanhe:

BARRACO DA ALEMOA. Frida ZenKalo e suas incríveis memórias: ronhas no PT e plano diretor - Barraco-da-Alemoa-1O amor no petismo

Depois de alguns desentendimentos na bancada petista, envolvendo especialmente questionamentos ao vereador Daniel Diniz (PT), a passagem do deputado Paulo Pimenta pela cidade teve o condão de acalmar os ânimos. Há quem diga que as ronhas internas, que passaram por posições assumidas pelos vereadores Luciano Guerra e Celita da Silva sem a orientação partidária, estão sendo superadas no ritmo da dupla Henrique e Juliano, em “brigas de amor”:

“De cabeça quente a gente fala

Tanta coisa fica tão valente depois se arrepende

Então por que a gente não senta amanhã pra conversar

De cabeça quente a gente nunca pensa

Fala o que vem na mente não o que a gente sente

Da boca pra fora só espinhos pra nos machucar…”

Em tempos de Copa

Em tempos de Copa, propusemos uma enquete trepidante. O que é mais fácil de acontecer primeiro?

– Neymar deixar de pintar o cabelo;

– Hospital Regional abrir efetivamente as portas;

– Sartori pagar o salário do funcionalismo em dia.

E se repetíssemos a enquete hoje, poderíamos formular uma outra questão:

– Eduardo Leite pagar os servidores públicos em dia.

Plano Diretor e convencimentos

Ao que tudo indica, além da amizade forjada com durante os jogos da seleção, um renomado construtor de Santa Maria usou seus dotes musicais para convencimento da grande maioria dos vereadores em relação às alterações no Plano Diretor de Santa Maria. Ele teria encarnado o compositor Zé Geraldo:

“Tá vendo aquele edifício moço? Ajudei a levantar…”



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *