Sem categoria

CIDADANIA. Valdeci Oliveira promove 3ª edição do Prêmio Mulheres de Luta. Confira as 40 distinguidas

Por TIAGO MACHADO (texto e foto), da Assessoria de Imprensa do Parlamentar

A terceira edição do Prêmio Mulheres de Luta acontecerá nesta quinta (28), às 19 horas, no Seminário São José, em Santa Maria. O prêmio, que foi lançado em 2017 (na foto acima, premiadas na edição 2018), é uma iniciativa do mandato do deputado Valdeci Oliveira e visa contribuir para a valorização e o empoderamento da mulher na sociedade.

Neste ano, serão homenageadas 41 mulheres (ver relação abaixo) divididas em diferentes categorias. Entre as agraciadas, estão nomes como a reitora do Instituto Federal Farroupilha, Carla Jardim; a enfermeira Soeli Guerra, a cantora Débora Rosa, a delegada Alessandra Pádula, a bacharel em Turismo Norma Moesch e a agricultora Teolides Claro.

“A ideia é valorizar e destacar, a cada ano, um grupo de mulheres, egressas de diferentes áreas e espaços de atuação, que contribuem para o desenvolvimento do nosso Estado. O Brasil e o Rio Grande ainda estão muito atrasados na formulação e na ampliação de políticas para a promoção da igualdade, o combate à violência contra a mulher e o enfrentamento ao machismo. O Prêmio é mais uma ferramenta para conscientizar sobre a necessidade de avançarmos nessas temáticas”, afirmou Valdeci.

HOMENAGEADAS Prêmio Mulheres de Luta 2019

Categorias – Nome

  1. Agricultura – Teolides Piasentin Claro
  2. Assistência Social – Paola Loureiro Carvalho
  3. Cultura – Oristela Goulart Alves
  4. Dança – Mara Rubia Alves da Silva
  5. Defesa dos Animais – Suélen  Soares
  6. Defesa do Meio Ambiente – Renata Hartmann
  7. Direitos Humanos – Isabel Rodrigues Wexel
  8. Economia Solidária – Regina Celis Wirtti Dellagerisi
  9. Educação Municipal – Nilse Weber
  10. Educação Estadual – Iolanda Roos dos Santos
  11. Educação Federal – Carla Comerlato Jardim
  12. Empreendedorismo – Cristiane Lopes Bordin
  13. Escritora – Matilde Costa de Oliveira
  14. Esporte e Lazer – Eliane Somavilla de Vargas
  15. Geração de Trabalho e Renda – Lizandra Portalet
  16. Inclusão Social – Irmã Berenice da Silva
  17. Jornalismo Impresso – Franciele Volpatto
  18. Justiça – Marina Maria de Avila Callegaro
  19. Militância Comunitária – Jucelaine Wagner
  20. Militância no Direito – Andreia Militz de Castro Turna
  21. Militância Estudantil – Juliely Pedron
  22. Militância no Futebol Feminino – Tatiane Dias Pinto
  23. Militância Política – Mari Ivane Oliveira Perusso
  24. Militância Sindical – Rejane Carara Cabral
  25. Movimento LGBT – Martha Helena Teixeira de Souza
  26. Mulheres com Mandatos – Telda da Silva Assis
  27. Movimento Negro – Isadora Bispo dos Santos
  28. Música – Débora Rosa
  29. Rádio – Chica Gaiger
  30. Saúde Comunitária – Eloisa Dias Dutra
  31. Saúde Municipal – Ângela Flach
  32. Saúde Estadual – Rosângela Dornelles
  33. Saúde Federal – Soeli Teresinha Guerra
  34. Segurança Pública – Alessandra Cristina Padula
  35. Teatro – Silvia Maria Pereira Camargo
  36. 36.Teatro Infantil – Rosa Santos Bento
  37. Telejornalismo – Janine Appel
  38. Terceira Idade – Núbia Jeane Schimidt de Souza
  39. Trabalho Voluntário – Celita Pereira da Rosa
  40. Turismo – Norma Martini Moesch

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo