LÁ DO FUNDO. Brizola se contorce, Tubias ‘apavora’, Burmann, os quatro candidatos, convites e convites...

LÁ DO FUNDO. Brizola se contorce, Tubias ‘apavora’, Burmann, os quatro candidatos, convites e convites…

Por CLAUDEMIR PEREIRA (com montagem sobre fotos de Reprodução), Editor do Site

– Quem entende dessas coisas é que explicou a este editor, um católico cético (o que quer signifique isso): dom Leonel Brizola se contorce no túmulo.

– Ora, razões sobram pra isso, mas há uma bem presente e santa-mariense. No caso, o voto contrário da edil Luci Duartes à moção contra o projeto que acaba com o plebiscito para privatizar estatais.

– E onde entra o fundador do PDT e ídolo maior do partido? Simples, foi o Doutor Leonel que criou a CEEE, um dos alvos dos que querem a privatização.

– Pooois é. Os dirigentes locais da sigla não dizem, mas contam os dias para a saída da edil que se elegeu sob a bandeira brizolista. E ela, consta, vai mesmo.

– O que estaria faltando? Ora, esperar a “janela da traição”, que permitirá a troca sem perda de mandato. O que deve ocorrer em março do próximo ano. Há longos meses ainda de espera. Se bem que… (confira, em seguidinha, os Bastidores, com informações do Maiquel Rosauro)

– Ninguém mais tem dúvida acerca do retorno à disputa eleitoral do ex-edil e ex-secretário municipal de Infraestrutura, Tubias Calil, do MDB.

– Também há escassas hesitações sobre a que cargo concorrerá: deverá buscar, outra vez, uma vaga no Legislativo. Ainda que possam colocá-lo como possível concorrente à Prefeitura. Será apenas fumaça.

– É exatamente por conta dessa busca de votos para a Câmara que apavora alguns companheiros menos dotados de apoio. Sim, para manter a atual bancada (três edis) são necessários 21 mil votos.

– Para obter uma quarta vaga, serão precisos 28 mil. É voto que não acaba mais. Resumindo: a menos que ocorra um desempenho excepcional, e contando Tubias, alguém irá dançar.

– Deu para entender o pavor de uns e outros? Sem falar que, dos que ocupam vaga no Legislativo, hoje, dois são suplentes no exercício do mandato. Pooois é. Talvez isso ajude a entender algumas pirotecnias.

LÁ DO FUNDO. Brizola se contorce, Tubias ‘apavora’, Burmann, os quatro candidatos, convites e convites... - lá-do-fundo-burmann-e-tubias

Paulo Burmann é absolutamente certo que não concorre. Em 2020. Já Tubias Calil é absolutamente certo que vai concorrer ano que vem

– Não faz muito tempo, quando perguntado, Paulo Burmann simplesmente descartava a possibilidade de vir a concorrer a prefeito. Era um não sonoro.

– Mais recentemente, o discurso mudou. Levemente,mas mudou. Não é mais tããão definitivo assim.  Apenas tem dito que não há chance de ser candidato em 2020.

– E não há mesmo. Afinal, ainda estará em pleno mandato de reitor da UFSM. A questão é: e em 2024, a resposta também será não? Ah, para que algum desavisado não se perca, Burmann tem ligação com o PDT.

– E por falar em candidato a prefeito em 2020, pode apostar que há quatro candidaturas certas neste momento. E são facilmente identificáveis. Quem são?

– Anote: Jorge Pozzobom (PSDB), Marcelo Bisogno (PDT), Marcelo Arigony (ainda sem partido) e o nome a ser apresentado pelo PT (seja quem for). Haverá mais, mas não se sabe ainda quem.

– Para fechar, um exemplo da corrida por nomes capazes de ajudar (e até se eleger, claro) na acirradíssima disputa para a Câmara que vem por aí.

– Um partido (que o editor ainda não identificou) está assediando a jovem Fernanda Chagas. Com ótimas (mas insuficientes) votações pelo MDB, há quem a queira mudando de partido, para uma nova disputa.

– Fernanda, que hoje está residindo em Salvador, mas mantém domicílio em Santa Maria, foi secretária adjunta de Meio Ambiente, no segundo mandato de Cezar Schirmer.



3 comentários

  1. O Brando

    Burmann teve apoio petista na eleição à reitoria. Recebeu Valdeci e Pimenta no gabinete, recebeu o Molusco quando este era candidato a presidência. Não iria se eleger e tiraria votos do candidato da estrela vermelha.
    Existe mais de uma Fernanda Chagas em Santa Maria, resta saber se o motivo da ilustre desconhecida ter mudado para Salvador é menos forte que uma eventual candidatura.

  2. O Brando

    Arigony, balão de ensaio, tira votos de Cladistone, mas também tira de quem quer que tenha muitos votos na região que atua.

  3. Aderbal Fróes

    A candidatura do Arigony, a se confirmar, será aquele tipo de proposta onde a “pessoa” é desvinculada do partido. Não importa o partido em que irá concorrer, o eleitor vai considerar o candidato. Ele já é figurinha carimbada na região e vem trabalhando a sua “imagem” há um bom tempo. O pensamento do eleitor mediano, mudou nos últimos pleitos.O Arigony pode correr por fora e surpreender alguns veteranos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *