PARTIDOS. Luci divulga nota e diz não ter candidato para eleição do PDT. Mas seu assessor é da oposição

PARTIDOS. Luci divulga nota e diz não ter candidato para eleição do PDT. Mas seu assessor é da oposição

PARTIDOS. Luci divulga nota e diz não ter candidato para eleição do PDT. Mas seu assessor é da oposição - maiquel-luci

Vereadora Luci Duartes disse que não tem candidato, embora um de seus assessores seja vice na chapa de oposição a Marcelo Bisogno

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Divulgação), da Equipe do Site

A vereadora Luci Duartes – Tia da Moto (PDT) divulgou uma nota, nessa quarta-feira (13), afirmando que não tem candidato para a eleição do Diretório do PDT/SM. Desde sábado, três nomes lançaram candidatura para o pleito que deve ocorrer em maio.

“Deixo claro que não tenho chapa à presidência do partido. Minha função e obrigação é ser vereadora e cumprir com meu mandato a contento com o que meus eleitores e a sociedade me exigem”, disse a parlamentar em nota enviada à imprensa.

No mesmo informe, Luci elogiou o atual presidente da sigla, Marcelo Bisogno. Ela também afirmou que torce por um consenso na agremiação.

Contudo, os cargos de confiança (CCs) de Luci já tomaram partido e irão apoiar o presidente da Associação Amigos da Banda Marcial Manoel Ribas (AABMAR), Reinaldo Lima, no pleito pelo controle da sigla. Além disso, o vice na chapa de oposição a Bisogno é o jovem Alex da Silva, assessor de Luci no Parlamento.

Já na segunda (11), o vice-presidente estadual da Juventude do PDT/RS, Nicolas Xavier, o Nicão, divulgou que pretende concorrer à presidência da sigla, caso Bisogno não concorra.

Na mesma situação de Nicão está o ex-candidato a vereador Valdir Bairros, que indicou seu nome à presidência do PDT/SM na terça (12).

Abaixo, confira na íntegra nota da vereadora Luci Duartes:

“Até o momento não tinha me manifestado publicamente sobre a questão de eleições no PDT. Até porque a imprensa fala meu nome mas nunca me procurou para me perguntar sobre esta questão. Bom deixo claro que não tenho chapa à presidência do partido. Minha função e obrigação é ser vereadora e cumprir com meu mandato a contento com o que meus eleitores e a sociedade me exigem. Acho salutar a questão de ter pessoas de respeitabilidade querendo ocupar um espaço importante no partido. Afinal isso é democracia, é prova de que o partido, PDT, não está morto, como alguns tentam passar. Se estivesse em decadência ninguém iria querer assumir uma responsabilidade tão importante. Todos os nomes citados são de pessoas de extremo caráter e competência para tal função. Porém ninguém pode esquecer que o PRESIDENTE DO PDT chama-se MARCELO BISOGNO. Que vem conduzindo o partido de uma forma inquestionável e sempre agindo com bom senso e acima de tudo um “apaziguador” de conflitos. Respeito e sempre respeitei o presidente que eu ajudei a escolher. E que tem meu total apoio. Torço por um consenso, para assim mais uma vez demonstrarmos nossa unidade.

Vereadora Profª Luci Tia da Moto – PDT”



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *