SALA DE DEBATE. Cartões corporativos do governo, feriados e o Carnaval e o vídeo postado por Bolsonaro

SALA DE DEBATE. Cartões corporativos do governo, feriados e o Carnaval e o vídeo postado por Bolsonaro

SALA DE DEBATE. Cartões corporativos do governo, feriados e o Carnaval e o vídeo postado por Bolsonaro - sala-2

O âncora Roberto Bisogno (E), este editor e os convidados Werner Rempel, Ruy Giffoni e Eduardo Rolim (foto Gabriel Cervi Prado)

Que se diga: não faltou animação ao “Sala de Debate”, entre meio dia e 1 e meia da tarde, na Rádio Antena 1. Aliás, sobrou. Como também foi pródigo o programa em discussões e diferentes pontos de vista, acerca dos principais temas tratados pelos convidados Ruy Giffoni, Werner Rempel e Eduardo Rolim, que participaram juntamente com este editor e a ancoragem de Roberto Bisogno.

Mas, afinal, do que se tratou, que inclusive provocou também intensa participação de ouvintes? Basicamente (mas não apenas) três temas. Um deles foi o aumento do gasto dos cartões corporativos da Presidência da República, em relação à media mensal dos últimos quatro anos. Outro foi a polêmica em torno dos feriados (nacionais, estaduais e municipais) e os pontos facultativos – a partir da informação de que o Carnaval não está entre as folgas oficiais legalizadas. E, por fim, o que causou uma série de opiniões divergentes, a discussão em torno da divulgação, pelo Twitter, de um vídeo obsceno pelo Presidente Jair Bolsonaro.

PARA OUVIR O “SALA” DE HOJE, BLOCO POR BLOCO, CLIQUE NOS LINQUES ABAIXO!!!

 



6 comentários

  1. O Brando

    Ana Amélia, como todos os outros, é uma lobista com cargo de secretária. Como todos os outros citados.
    Usar lei de incentivo a cultura para retomar o carnaval porque o comércio esta levando na cabeça, muita gente sai da cidade. Sei.
    Santa Maria está estacionada há uns quarenta anos.
    Gringo pensando em dinheiro, bastante criativo.

  2. O Brando

    Impeachment na atual conjuntura foi uma asneira pinçada e destacada. Governo cortou verba de publicidade de alguns veículos. Tudo o que B17 fala é sempre interpretado da pior maneira possível, gera falsa polêmica e audiência. Sujeito é tosco, parece um comandante de companhia falando para os soldadinhos.
    Mourão foi subordinado do Carlos Alberto Brilhante Ustra em São Leopoldo. Fez media training com um tenente-coronel formado em jornalismo (cursos civis são bastante comuns no oficialato do exército). Fala o que os outros querem ouvir, e os bocós acham que mudou.
    Mãe do Mourão (e tem muita biografia errada por aí) era de Bagé. O pai era filho de uma filha de dono de seringal no Amazonas que casou com um advogado piauiense formado em Recife. Tem ascendência indígena e nordestina.
    Dalmo Dalari foi orientador de doutorado do Alexandre de Moraes.
    Trust no none, the truth is out there.

  3. O Brando

    Werner usando lógica na argumentação sobre Temer. É um começo.
    Argumento sobre a visão de mundo também vale para o alemão. Desenvolvimentismo, ranço contra o sistema financeiro, teorias da conspiração, anti-americanismo, etc. Dr. Rolim se salva porque andou lendo Yuval Harari. É muito difícil convencer um pedetista que o velho Getúlio não era burro, se estivesse vivo hoje saberia que a conjuntura é outra e não tentaria fazer o que faria no século passado.
    Barreto Pinto foi cassado em 1949.

  4. O Brando

    Dos milhões de seguidores de B17 muitos passaram o vídeo adiante e muitos apoiaram. Editor tirando conclusões contrariando as evidencias.
    Existe um sem número de previsões feitas no programa que não se concretizaram. Por isto não se faz previsões, espera-se os acontecimentos.
    Alternativa ao B17 era o laranja de um presidiário condenado por corrupção, apoiado por uma tresloucada que jogou 500 bilhões de reais no lixo. (com as devidas consequências). Quem votou no presidiário e na tresloucada não tem moral para cobrar absolutamente nada de ninguém.
    Não sei se o Ciro Gomes se elegeria num segundo turno. Tinha mais coisa em jogo naquele campo, se Ciro ganha Lula termina de vez e ele ainda acha que tem chance.

  5. O Brando

    Kuakuakuakua! ‘Assumir responsabilidade’, ‘tirar da reta’, quem votou no B17 não esconde, pior são os que votaram no Andrade que não assumem a roubalheira e o país quebrado!
    Bisonho tem que guspir no estúdio e o primeiro que pisar começou a briga!
    Como disse Cid Gomes: o Molusco tá preso babaca!
    Quando morreu o irmão havia expectativa de confusão, logo não deixaram sair. Quando morreu o neto avisaram: se te fresquear não sai!

  6. O Brando

    Em tempo: ‘racismo’ do Mourão só para os que defendem o politicamente correto.
    Vermelhinhos têm fantasias sexuais com o Frota.
    Votação para a mesa do Senado teve influencia das redes sociais pelo que foi noticiado. As mesmas tendem a dispersão. Manter a mobilização é necessário para as próximas votações. Existe uma lógica interna apesar de não se saber qual é. Diz a lenda que ele é o cara que manja deste assunto. O resto é pauta de costumes dos vermelhinhos (que podem latir a vontade, não tem a menor importância).
    Guanxuma? Então tem explicação, falta de um trançado de 8,
    Editor é um desviado esquizofrênico? Pensei que era só um lesado laçado com sovéu lá em Baliza! Agora é DS Comunicações, nova razão social! Kuakuakuakuakua!
    Questão toda é a seguinte: não aconteceu nada ainda neste governo, nada fora das redes sociais, nada fora do papel. Existe uma crise econômico/financeira fermentando a nível mundial. Somando as duas coisas não dá um bom resultado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *