SALA DE DEBATE. Bolsonaro e o Banco do Brasil, a fala do Lula, imposto de renda, regulação da mídia...

SALA DE DEBATE. Bolsonaro e o Banco do Brasil, a fala do Lula, imposto de renda, regulação da mídia…

SALA DE DEBATE. Bolsonaro e o Banco do Brasil, a fala do Lula, imposto de renda, regulação da mídia... - sala-18

Este editor (E), mediador Roberto Bisogno e os convidados: Elvandir Costa, Luiz Ernani Araújo, Walter Jobim Neto e Alfeu Bisaque Pereira

Questões nacionais, como habitualmente ocorre nas segundas-feiras, predominaram mais uma vez hoje, no “Sala de Debate”, entre meio dia e 1 e meia, na Rádio Antena 1. Os convidados do dia, vamos combinar, se puxaram – e provocaram grande participação da audiência, aliás. Com a presença deste editor, a mediação de Roberto Bisogno, atuaram, de forma bastante peculiar, Elvandir José da Costa, Luiz Ernani Araújo, Walter Jobim Neto e Alfeu Bisaque Pereira.

Mas, do que se falou, afinal? Um dos temas, genericamente falando, foi o presidente Jair Bolsonaro e a propaganda (vetada) pelo Banco do Brasil . Outro foi a questão dos tributos, particularmente o Imposto de Renda, cuja declaração anual deve ser entregue até amanhã. E ainda, só pra citar dois outros assuntos tratados, a entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a sempre polêmica ideia de regulação da mídia.

PARA OUVIR O “SALA” DE HOJE, BLOCO POR BLOCO, CLIQUE NOS LINQUES ABAIXO!!!

 



3 comentários

  1. O Brando

    B17 não estava assistindo ‘A história de Elza’ na sessão da tarde quando viu o tal anúncio e decidiu intervir no BB. Alguém com acesso deve ter visto a propaganda e usou o telefone. Algum correligionário. É o mais provável. Pessoal eleitor do PT não gostou, mas faz parte e, como a tal peça publicitária, não tem importância nenhuma.
    Caso do secretário tem muito ruído, mas de qualquer maneira, de acordo com o noticiado, falou bobagem. Novo tributo sairia, conforme fontes mais confiáveis, no bojo de uma reforma tributária. E não incidiria ‘até sobre os dízimos das igrejas’, porque seria inconstitucional. Também não tem nada a ver com redações chefiadas por tchós. Se o B17 deixa correr solto vira um estardalhaço na imprensa e só quem tem sobrenome Bolsonaro ou é do primeiro escalão pode provocar estardalhaços na imprensa (geralmente por bobagens).

  2. O Brando

    Esquerda é um balaio de gatos, mas são todos felinos.
    Molusco cheio das ‘boas intenções’.
    Editor não se emenda, insiste na Fake News. BBC listou 5 motivos da venda da FOX: mudanças na indústria de mídia, Murdochs vão ganhar um pedaço da Disney, necessidade de acomodar a família, aquisição da Sky e problemas de regulação no Reino Unido, a oferta era irrecusável.

    https://www.bbc.com/news/business-42329731

  3. O Brando

    Até nos EUA jornal não é concessão pública. Ou seja, tudo papo de tchó.
    Manchete da Folha dois dias atrás: ‘Maioria da comissão quer alterações ou é contra a reforma da previdência’. No Estadão ‘Maioria da comissão especial se diz a favor de mudanças na previdência. Dos 49 membros da comissão que vai analisar a proposta enviada ao Congresso, 32 querem a reforma, mas 16 deles pedem mudanças no projeto que está no Congresso; resistências incluem pontos que o próprio governo já admitiu mudar’.
    Globo vai tentar levar audiência para o site, se vai conseguir é outra coisa.
    B17 não vai mudar a maneira de agir, principalmente para agradar quem não votou nele.
    General Santos Cruz.
    Inclusão e diversidade são pautas da esquerda. Politicamente correto idem. Não vinculam os demais, azar de quem quer ‘mudar o mundo’.
    Universidade pública faz 95% da pesquisa que é 99% irrelevante ou pura embromação. Kuakuakuakua! Avanços significativos em vários setores? Onde?
    Curso de dança tem sua importância, mas não dá para esconder que o dinheiro ali aplicado pode estar faltando no HUSM por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *