Destaque

VERGONHA. Inscrições racistas na UFSM. E o pior: identificação dos responsáveis é de “difícil desfecho”

Os primeiros casos recentes registrados foram em 2017, na parede do Diretório Livre do Direito. Pichações atingiam alunos negros e negras do curso. No ano passado, frases racistas foram cunhadas no banheiro do Colégio Politécnico, também da UFSM. Ninguém foi responsabilizado, embora procedimentos tenham sido abertos e investigações procedidas.

Provavelmente por isso (é a avaliação deste escriba), os racistas ignóbeis se sentiram à vontade para voltar a agir, como foi o caso da quarta-feira, agora na Biblioteca Central, no Campus de Camobi – como você confere na foto acima, publicada (e é a única imagem pública disponível, ao que se sabe) pela fanpage no Facebook do grupo “Dandaras – Coletivos de Mulheres Negras”.

Claro que a Polícia Federal já está tratando do assunto mais recente, como anota reportagem disponível na versão online do Diário de Santa Maria (AQUI). Aliás, conforme você confere na transcrição, o próprio delegado se mostra reticente:

Do lado da PF, o delegado Diogo Caneda, que está à frente das investigações, falou ao Diário que o caso – a exemplo dos anteriores – trará, mais uma vez, dificuldade na identificação dos autores: 

– Infelizmente, esses casos são de difícil desfecho. Até porque as câmeras que existem, dentro da biblioteca, não devem ajudar tanto, a princípio, nas investigações. Quem faz isso dentro de um banheiro aproveita dessa situação de privacidade para cometer esse tipo de crime.

A Polícia Federal esteve, nesta quinta, no local com um perito e com um agente que realizaram um levantamento fotográfico do banheiro e ainda ouviram servidores terceirizados que trabalham no local. O próximo passo, segundo o delegado, é tipificar o crime, que pode ser enquadrado como racismo ou ainda injúria racial…” 

Enquanto isso, o Gabinete do Reitor divulgou também uma Nota Oficial, na tarde desta quinta-feira. Esta, que você confere a seguir, na íntegra:

 “A Universidade Federal de Santa Maria reforça sua posição de total repúdio a quaisquer formas de discriminação e intolerância. O mais recente episódio de racismo registrado nas dependências da Biblioteca Central não representa os valores defendidos pela instituição.

Assim que a gestão da UFSM tomou ciência do ocorrido, procedeu-se de imediato ao registro junto à Polícia Federal. Uma equipe de peritos esteve, ainda na manhã desta quinta-feira (25), na Biblioteca Central, para dar início às investigações e realização das primeiras perícias. Também estão sendo buscadas possíveis imagens de câmeras de segurança nas imediações do banheiro onde foi registrado o fato.

A UFSM está dando todo o suporte à polícia com o propósito de colaborar com a investigação e a identificação dos responsáveis por este ato lamentável.

Ainda, foi aberto processo administrativo para apuração interna. Uma vez identificada a autoria, os envolvidos serão responsabilizados com base na Lei 8.112/90 (RJU) e no Código de Ética e Convivência Discente da UFSM (Res. 017/18).

O caso também está sendo acompanhado pelo Observatório de Direitos Humanos da UFSM, projeto vinculado à Pró-Reitoria de Extensão. Veja seu posicionamento AQUI

PARA LER NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI (ser for usuário do Facebook).

PARA CONFERIR O TEXTO DO DANDARAS NO FACEBOOK (se for usuário), CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo