SALA DE DEBATE. Mensagens vazadas entre ex-juiz Moro e Dallagnol e as consequências político-jurídicas

SALA DE DEBATE. Mensagens vazadas entre ex-juiz Moro e Dallagnol e as consequências político-jurídicas

SALA DE DEBATE. Mensagens vazadas entre ex-juiz Moro e Dallagnol e as consequências político-jurídicas - sala-4

Mediador Roberto Bisogno, o editor (D) e convidados: Elvandir Costa, Luiz Ernani Araújo e Walter Jobim Neto (foto Gabriel Cervi Prado)

É possível que já tenha ocorrido. Mas até onde alcança o bestunto deste escriba, foi a primeira vez. Um “Sala de Debate” de tema único, com vários subtemas. Foi assim, hoje, entre meio dia e 1 e meia da tarde, na Rádio Antena 1. No caso, a divulgação, no início da noite de ontem, de mensagens entre o ex-juiz Sérgio Moro e o promotor chefe da força-tarefa da operação Lava Jato, Deltan Dallagnol. Foi o que se chama um “furo” de reportagem (e que deverá seguir, segundo seus editores já afirmaram, do site The Intercept Brasil.

Os aspectos jurídicos e políticos, e até as repercussões óbvias sobre o futuro próximo, da reportagem “Exclusivo: chats privados revelam colaboração proibida de Sérgio Moro com Deltan Dallagnol na Lava Jato”estiveram na mira dos participantes do programa mediado por Roberto Bisogno. No estúdio estiveram, inclusive contando com a interação advindo dos ouvintes, este editor e os convidados do dia: Walter Jobim Neto, Elvandir José da Costa e Luiz Ernani Araújo.

PARA OUVIR O “SALA” DE HOJE, BLOCO POR BLOCO, CLIQUE NOS LINQUES ABAIXO!!!



2 comentários

  1. O Brando

    Na Satiagraha, se lembro bem, também ocorreu ação de hackers. Vitimas foram Daniel Dantas e a irmã.
    Muita gente tirando conclusões definitivas sem informação completa. Pretendo aguardar os acontecimentos. Já ouvi gente dizendo que ‘os procuradores discutiram táticas para derrubar a liminar de Lewandowski que permitia entrevista do Molusco e alterou o resultado da eleição’. Problema é que a liminar caiu porque o Partido Novo solicitou. Vermelhinhos não tem muitas ferramentas, desinformação, mentira, meias verdades, desqualificação, apelo a autoridade, não fogem muito disto.

  2. O Brando

    Glenn Greenwald saiu do The Guardian em 2013. Quem ganhou o Pulitzer foram o Washington Post e o The Guardian, Glenn chefiava a equipe deste último. Pode falar o que quiser, não confio nele nem para ‘catar bosta’.
    ‘Vicio de origem’ é boa, diferente o jargão jurídico de Baliza.
    No mais opinião que conta é a de quem decide e assiste a decisão ser cumprida. O resto é chute e especulação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *