CHUVA. Mais de 100 milímetros em pelo menos seis cidades gaúchas. Em SM, danos maiores na região sul

CHUVA. Mais de 100 milímetros em pelo menos seis cidades gaúchas. Em SM, danos maiores na região sul

CHUVA. Mais de 100 milímetros em pelo menos seis cidades gaúchas. Em SM, danos maiores na região sul - chuva-prefeitura

Em Santa Maria (veja a sugestão de leitura), casos mais críticos nos bairros Lorenzi, Dom Antônio Reis e Tomazetti, todos na Região Sul

Com informações do Correio do Povo e foto da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Santa Maria

As fortes chuvas que atingem o Rio Grande do Sul, desde terça-feira, geraram acumulados acima de 100 milímetros em ao menos seis municípios, conforme boletim das 17h desta quarta, publicado pela Defesa Civil. A quantidade de precipitação para dois dias ficou perto da média de todo o mês de julho em diversos pontos.

Conforme a Defesa Civil, o município com maiores acumulados foi São Luiz Gonzaga, com 145,8 milímetros. O número fica acima da média para a cidade, com registros históricos de 130 milímetros no mês de julho. Porto Alegre veio a seguir, com 111 milímetros. A Capital apresenta média de 141 milímetros.

Apesar da chuva intensa, o monitoramento das bacias dos três principais rios do Estado não indica riscos imediatos de transbordamentos. Caí, Uruguai e Taquari tinham indicadores normais em seus diversos pontos de medição.

Transbordamentos locais, contudo, ocorreram. Em Caibaté, o Arroio Urucua causou enxurrada que causou danos em cinco residências. Santa Maria teve alagamentos em dois bairros. Em Santa Cruz do Sul, o rio Pardinho chegou a preocupar com elevação de 7,4 metros, mas começou a se estabilizar no fim da tarde. Em Sapucaia do Sul, a ERS 118 teve desmoronamento da cabeceira de ponte sobre o Arroio Sapucaia… (para ler a íntegra, no original, clique AQUI)

LEIA TAMBÉM:

“Equipes da Prefeitura trabalham para minimizar transtornos causados pela chuva nesta quarta”, de João Pedro Lamas, com foto de Divulgação, da Assessoria de Imprensa da Prefeitura (AQUI)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *