POLÍTICA. No Rio Grande do Sul, pequenas e médias empresas “não podem crescer”, fala Giuseppe Riesgo

POLÍTICA. No Rio Grande do Sul, pequenas e médias empresas “não podem crescer”, fala Giuseppe Riesgo

POLÍTICA. No Rio Grande do Sul, pequenas e médias empresas “não podem crescer”, fala Giuseppe Riesgo - CDL-Riesgo

No encontro, representantes de entidades conversaram com o parlamentar e formaram uma comissão para dialogar com o Palácio Piratini

Por GUILHERME BICCA (texto e foto), da Assessoria de Imprensa da CDL Santa Maria

Café da manhã com deputado Riesgo: “no RS, a pequena e média empresa não pode crescer”A frase faz referência ao sistema tributário gaúcho, tema do encontro entre o deputado estadual Giuseppe Riesgo, do Partido Novo, e empresários e representantes de entidades empresariais, na Câmara dos Dirigentes Lojistas de Santa Maria, na manhã dessa segunda-feira (15).

Isso porque só estão enquadradas no Simples Nacional aquelas empresas com faturamento anual de no máximo R$ 3,6 milhões, o que acaba por frear seu crescimento. A Substituição Tributária, que faz com que as empresas paguem tributo sobre o valor que eles deverão ser vendidos, além da DIFA, diferenciação de alíquota do ICMS entre estados também estiveram na pauta.

Os apontamentos dos empresários sobre o tema serão entregues por escrito ao deputado para que possam servir como embasamento para pleitear mudanças no sistema junto à Secretaria da Fazenda. Além disso, uma comissão formada entre representantes das quatro  entidades ligadas ao comércio varejista, atacadista e indústria de Santa Maria (CDL, Sindilojas, Cacism e Sindigêneros) deve ser formada para buscar diálogo junto ao Governo do Estado, da mesma forma que os grandes conglomerados o fazem, buscando assim a mesma efetividade na interlocução.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *