LÁ DO FUNDO. Semana é do MDB, DEM e a frente de Direita, “Republicanos” religiosos, as trocas de nomes

LÁ DO FUNDO. Semana é do MDB, DEM e a frente de Direita, “Republicanos” religiosos, as trocas de nomes

LÁ DO FUNDO. Semana é do MDB, DEM e a frente de Direita, “Republicanos” religiosos, as trocas de nomes - lá-do-fundo-magali

Magali Marques da Rocha (foto) é a atual presidente do MDB e até poderá continuar, imaginam algumas fontes. No entanto, o mais provável é que permaneça na direção, mas a presidência seria ocupada por um dos secretários municipais filiados à sigla: Francisco Harrisson ou Marta Zanella. Remotamente, há também a possibilidade de volta ao cargo do ex-presidente, e articulador da chapa para o Diretório, Robson Zinn

Por CLAUDEMIR PEREIRA (com foto e imagem de Reprodução), Editor do Site

– Teoria disseminada entre vários dirigentes e militantes graúdos do MDB é que a inexistência de uma segunda chapa, com a dissidência dos atuais dirigentes é o “medo” da dívida do partido.

– Já quem tem relevância, e estará certamente na Executiva, não parece muito preocupado com o problema. Que é real. E em Reais, com o perdão pelo trocadilho infame.

– Ah, em quanto monta esse enrosco financeiro a ser saldado? Fonte bastante informada fala em R$ 90 mil. A maior parte ainda dos tempos do PMDB e da campanha eleitoral de 2016.

– Há margem para mudanças na chapa, que você leu completa AQUI mesmo em primeira mão, na madrugada passada, até quarta-feira – três dias antes da convenção municipal de sábado, dia 24.

– Nas palavras de um dos integrantes importantes da chapa, isso significa apenas mudanças pontuais. Isto é, não mais que cinco nomes seriam substituídos, para dar espaço aos dissidentes.

– O que está pegando, também,no MDB da comuna, é a grande preocupação com o pleito proporcional do próximo ano. Projeta-se grande dificuldade para manter as três vagas de hoje, no Legislativo.

– Estimativa realista aponta para apenas duas vagas “certas”, dada a impossibilidade de aliança. Especialmente se o partido não tiver cabeça de chapa.

– A ser confirmada essa previsão “catastrófica”, há apenas uma certaza, no MDB: será uma “carnificina” interna, segundo a mesma e preocupadíssima fonte.

– Mais um partido tenta ganhar pontos mudando de nome. Agora, como você leu AQUI na madrugada passada, é o PRB, que vira Republicanos (imagem abaixo).

LÁ DO FUNDO. Semana é do MDB, DEM e a frente de Direita, “Republicanos” religiosos, as trocas de nomes - poder-republicanos-1– O interessante, nessa história toda, é  o que registrou, em comentário no Facebook , o designer gráfico e articulista do site, Luciano Ribas.

– O quê? Embora o nome novo, Republicanos, remeta ao Estado laico, o partido elabora um logotipo que chama a atenção para seu caráter “religioso”.

– Para quem ainda não se tocou, o PRB, agora redenominado, é controlado politica e ideologicamente pela Igreja Universal do Reino Deus – a qual pertencem as maiores lideranças do partido.

– Ah, e só para constar, em Santa Maria também é assim: o principal nome do “Republicanos” em Santa Maria é o vereador Alexandre Vargas, que pertence à Igreja Universal.

– Agora, que se diga: o PRB longe está de ser o único a adotar nova denominação. E todos tentam, claro, angariar apoios ao mudar.

– Lembra do Partido Trabalhista Nacional? Pois é, virou “Podemos” (que na Europa é nome vinculado à Esquerda, e aqui é de Direita) e tem, entre outros militantes, o senador Lasier Martins, eleito pelo PDT.

– E ainda temos, só para ilustrar, outros exemplos. O PP, por exemplo, virou Progressistas. O PPS (que já fora PCB e comunista) agora é o centro-direitista Cidadania.

– Quer mais? O Patriota era o PEN (Partido Ecológico Nacional). Sem falar em grandões como o MDB (que era PMDB) e o DEM (Democratas), que já foi PFL (Partido da Frente Liberal).

– Por falar em DEM, o partido se assanha por aqui, inclusive com apoio estadual, para se descolar do PSDB de Jorge Pozzobom e aderir a uma frente de Direita, junto com o Progressitas e o PSL.

– Mais que isso: fontes demistas garantem que a coisa estaria tão bem encaminhada que o DEM até faria o vice (quem, ninguém sabe) de Sérgio Cechin, do PP. Melhor aguardar, mas…

– Para fechar: mais que nunca, em 2020, muitos candidatos a vereador terão como adversários os próprios companheiros – que disputam a mesma e difícil e talvez impossível vaga.



2 comentários

  1. O Brando

    MDB é o único partido com enrosco financeiro? Se não for a notícia pode ser considerada tendenciosa. Simon afirmou que o MDB corre o risco de sumir. Pudera, com Romero Jucá, Calheiros, etc.
    Estado é laico mas não é ateu. Se fosse não seria laico. Crivella faz uma gestão discutível no RJ, por exemplo, mas ‘leva pau’ muito desproporcional da Globo. Torço para que os cariocas elejam o Freixo, quero ver a rede reclamar do próprio candidato depois. Alás, o candidato a presidente global é o Nhonho.
    Podemos da Espanha é um partido populista de esquerda de inspirações chavistas. São contra a corrupção, ou seja, não chegaram no poder ainda.
    PP tem problemas similares ao MDB, no Congresso integra o Centrão. Não adianta dizer que aqui ‘é diferente’.

  2. O Brando

    Patriota era o PEN e independentemente do nome não decolou.
    Ciência política em Baliza é um pouco diferente do resto do planeta, Cidadania é centro-esquerda, social democracia mais puxada para o social. Defendem combate a pobreza e desigualdades, igualdade de oportunidades para os residentes no país, combate ao preconceito e discriminação, inclusão das minorias, etc. Diria até que são esquerda na concepção europeia.
    Heinze quer suceder o Dudu Milk, tem chances. Seria interessante ele permanecer no Senado, perfil dele é mais ‘combativo’, politico enrolador em BSB serve para nada.
    Aviso aos navegantes, candidato a prefeito que prometer arrumar as ruas da cidade vai estar mentindo. Não vai ter tempo e nem dinheiro para cumprir o prometido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *