AssembleiaPartidosPolítica

ASSEMBLEIA. Deputados aprovam Comissão Especial da Revisão Legal, uma proposição de Giuseppe Riesgo

Segundo  Giuseppe Riesgo, o excesso de normas (são milhares delas) desestimula o empreendedorismo e afugenta novos investidores

Por MAURÍCIO TOMEDI (com foto de Celso Bender/AL), da Assessoria de Imprensa do Novo

A Assembleia Legislativa aprovou, nesta terça-feira (24/09), a criação da Comissão Especial de Revisão Legal. Proposta pelo deputado estadual Giuseppe Riesgo (Novo), a iniciativa tem o objetivo de propor a modernização de leis que representam entraves burocráticos no Rio Grande do Sul.

A comissão será formada por 12 parlamentares e terá prazo de 120 dias para elaborar um relatório técnico. O trabalho visa ampliar a pesquisa realizada pelo então deputado estadual Marcel van Hatten – hoje deputado federal pelo Novo. A instalação está prevista para acontecer no início de outubro.

Atualmente, o Estado possui cerca de 10,8 mil leis ordinárias. Segundo Riesgo, o excesso de normas desestimula o empreendedorismo e afugenta novos investidores. “Temos um governo com problemas financeiros e empresas na mesma situação, e não há perspectiva de crescimento nos próximos anos. Estamos perdendo competitividade para Santa Catarina e Paraná. Precisamos remover os entraves para fazer com que seja mais fácil de empreender aqui. A solução é simplificar o arcabouço burocrático que existe no nosso estado”, defende o deputado do Novo.

Enquanto aguardava a aprovação da comissão especial, Riesgo instalou, no primeiro semestre deste ano, a Frente Parlamentar da Revisão Legal. Com o apoio de outros 18 parlamentares, a “Frente do Revogaço” foi lançada em 27 de maio para antecipar os trabalhos da comissão.

Desde então, uma equipe analisa a legislação estadual para identificar normas defasadas. A frente também se propõe a compilar matérias que versam sobre o mesmo assunto, como criar o calendário oficial do Estado para reunir todas as leis que estabelecem datas comemorativas.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo