BARRACO DA ALEMOA. Frida ZenKalo canta a música do vereador, um “santo” para o Prefeito e o desmame

BARRACO DA ALEMOA. Frida ZenKalo canta a música do vereador, um “santo” para o Prefeito e o desmame

BARRACO DA ALEMOA. Frida ZenKalo canta a música do vereador, um “santo” para o Prefeito e o desmame - barraco-da-alemoa-1A chave do perdão

O vereador João Kaus (MDB) arremedou um pedido de desculpas esta semana por ter chamado moças e senhoras de “bando de piranhas” por criticá-lo em relação à posição favorável ao programa ‘Future-se’ do governo federal. E a resposta que ele deu poderia ter sido em tom musical, ao ritmo de Alexandre Pires:

“Que desculpa eu dou agora?

Pra justificar mais uma vez, mais uma vez

Que mentira eu falo agora?

Pra falar verdade eu não sei, eu não sei…”

Apelando aos santos

Na iminência do agravamento da crise no setor de saúde de Santa Maria, devido ao não repasse de recursos, dizem as más línguas que nosso magnânimo alcaide, Jorge Pozzobom (PSDB), teria como alternativa apelar aos santos. No caso, esse santo seria São Eduardo Leite.

Uma guerra mamária

Primeiro, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) acusou o atual governador de São Paulo, João Doria (PSDB), de ter se beneficiado de uma “teta” na época do PT. O tucano respondeu que nunca precisou de “teta” alguma. Talvez a resposta que Doria poderia ter dado é que o Presidente já poderia ter desmamado o 01, 02 e o 03.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *