CIDADE. Prefeitura monta radar móvel para extrair dados do trânsito de SM. Trabalho vai durar um mês

CIDADE. Prefeitura monta radar móvel para extrair dados do trânsito de SM. Trabalho vai durar um mês

CIDADE. Prefeitura monta radar móvel para extrair dados do trânsito de SM. Trabalho vai durar um mês - prefeitura-radar-30-diasPor JOÃO PEDRO LAMAS (texto) e JOÃO VILNEI (foto), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

A Prefeitura de Santa Maria, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana, começou, nesta segunda-feira (2), o levantamento quantitativo do tráfego e a verificação da velocidade de veículos na cidade, que serão usados para aplicação do Plano de Segurança Municipal. É um preparo para a implantação do monitoramento e cercamento eletrônico em Santa Maria (saiba mais abaixo).

Na última sexta-feira (30), agentes da Coordenadoria Municipal de Trânsito Urbano (CMTU) receberam treinamento para operar um radar móvel. De acordo com o superintendente de Trânsito e Transportes, Roberto Almeida, o equipamento serve para contagem de tráfego e medição de velocidade dos veículos, e não para multas.

“O levantamento será feito ao longo do mês de setembro em diferentes vias de tráfego da cidade. Reiteramos que os veículos não estão sendo multados. O equipamento serve para levantamento de dados”, explica Almeida.

Nesta segunda, das 11h às 12h30min, o radar móvel será montado no sentido Centro-Bairro da Avenida Hélvio Basso, no Bairro Uglione. Durante a tarde, o equipamento está no mesmo local, porém, no sentido Bairro-Centro da avenida.

Cercamento eletrônico

Conforme a licitação para o monitoramento e cercamento eletrônico, que teve como vencedora a empresa Vigilare Sistemas de Vigilância, serão instaladas câmeras fixas em pontos estratégicos, delimitando o perímetro de controle de Santa Maria, bem como 691 câmeras em 146 localidades diferentes, além de equipamentos de alarmes, de controle semafórico e de rastreamento veicular.

O projeto de monitoramento e cercamento eletrônico contempla o sistema de videomonitoramento, por meio de circuito fechado de televisão; sistemas de alarmes monitorados e controle para acesso para as unidades de saúde; rastreamento veicular; controle de acessos; e serviço mensal de horas de desenvolvimento.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *