SAÚDE. Prefeitura lança ‘Limpa Fila’, campanha que quer reduzir a fila de espera para consultas e exames

SAÚDE. Prefeitura lança ‘Limpa Fila’, campanha que quer reduzir a fila de espera para consultas e exames

SAÚDE. Prefeitura lança ‘Limpa Fila’, campanha que quer reduzir a fila de espera para consultas e exames - prefeitura-saúde-filaPor MANUELA VASCONCELLOS (com foto de Arquivo/AIPM), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Para garantir maior eficiência nos atendimentos da saúde, a Prefeitura convoca usuários do SUS que tiveram pedidos de exames ou consultas solicitadas antes de agosto de 2017 devem procurar a unidade de saúde da região onde residem para revisão. O objetivo da campanha “Limpa Fila” é qualificar os serviços por meio da redução do tempo de espera pelo usuário, priorizando urgências dentro da lista de espera que possam constar como normais. A iniciativa é inédita no Município e atende resolução da Comissão de Intergestores Bipartite (CIB).

“Colocamos nossa equipe de regulação à disposição para organizar essas demandas. Tiramos todos os pedidos que tenham mais de dois anos. Na fila, identificamos que há muitos pedidos duplos e de pessoas com contatos desatualizados. Em função disso, deixa-se de atender as urgências porque perdemos tempo tentando achar as pessoas. Desta forma, teremos um retrato real das necessidades da população a serem passadas ao Estado”, afirma o secretário de Saúde, Francisco Harrisson.

Conforme a superintendente de Atenção Especializada, Cláudia Melo, o índice de ausências nas consultas e exames é de cerca de 30%. As maiores demandas são para traumatologia e oftalmologia.

“Estamos fazendo a organização dos atendimentos conforme a demanda do Município e o que o Estado oferece, que é um número de consultas especiais e exames”, explica a superintendente.

A campanha “Limpa Fila” funciona da seguinte maneira: os usuários que ainda necessitam da consulta especializada ou de exame devem procurar as unidades de saúde onde foram feitas as marcações. No local, será atualizado o cadastro com os dados pessoais.

“Com isso, a fila vai andar de forma mais ágil e o usuário não vai ter de esperar mais de dois anos pela consulta. Muitas pessoas já estão percebendo isso. As consultas oftalmológicas estão levando cerca de três meses agora. Estamos otimizando a ocupação da oferta de consultas e exames, reduzindo o déficit de oferta constatado”, afirma o secretário de Saúde.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *