PartidosPolítica

ESTADO. Tensão na política da capital. Uma operação da Polícia Civil detém vereador (e presidente do MDB)

Polícia Civil foi ao gabinete do vereador André Carús na manhã desta terça, na Câmara da capital. A prisão aconteceu na residência dele

Da redação do site do Correio do Povo, com foto de Reprodução

O vereador André Carús (MDB), de 37 anos, foi preso na manhã desta terça-feira em uma operação da Polícia Civil em Porto Alegre. A ofensiva, chamada de Argentários, foi deflagrada para combater crimes contra administração pública e associação criminosa no âmbito da Câmara Municipal da cidade. Devem ser cumpridas hoje 13 ordens judiciais na Capital.

Carús é suspeito de fazer parte de um esquema de empréstimos pedido de servidores públicos municipais lotados no gabinete dele. A investigação busca comprovar que esses funcionários estariam sendo obrigados a contrair empréstimos em instituição financeira para saldar dívidas pessoais contraídas pelo vereador. Alguns mandados foram cumpridos na casa do vereador e na Câmara Municipal da Capital, no Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) e no Departamento Municipal de Habitação (Demhab)

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa do vereador relatou surpresa com a prisão. No primeiro momento, a assessoria só deverá se manifestar sobre o assunto quando estiver totalmente a par da investigação.

Em entrevista à Rádio Guaíba, o delegado Max Otto Ritter, que lidera a operação da Polícia Civil, relatou que outras duas pessoas foram presas. “Não vou entrar em detalhes, mas o que posso dizer é que não são servidores concursados, são pessoas que tem cargo em comissão e estão vinculadas aos departamentos em que fizemos busca e apreensão: Demhab e Dmae. Ainda precisamos verificar o caminho do dinheiro, se estas pessoas que contraíram os empréstimos de fato receberam a quantia”, explicou.

Trajetória política 

Carús concorreu pela primeira vez ao cargo de vereador em 2008 quando alcançou a suplência com 2.148 votos. Foi novamente suplente em 2012 e, entre 2013 e 2016, foi diretor-geral do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU). Já nas últimas eleições municipais, em 2016, foi eleito vereador com 6.882 votos, o segundo mais votado do MDB…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo