ESPORTE. Desencanto com a seleção de futebol e dúvidas sobre permanência ou não do seu treinador

ESPORTE. Desencanto com a seleção de futebol e dúvidas sobre permanência ou não do seu treinador

ESPORTE. Desencanto com a seleção de futebol e dúvidas sobre permanência ou não do seu treinador - foto-leonardo-seleção

Vitórias (e título) na Copa América não parecem ter tocado tanto assim os torcedores, todos desencantados com o time de Tite

Por LEONARDO MACHADO MARTINS (com fotos de Reprodução), Especial para o Site (*)

Por décadas a seleção brasileira encanta os olhos dos admiradores de futebol. Olhar um jogo da seleção canarinho acaba virando rotina em uma copa do mundo, onde a família inteira se reúne para ver seleção entrar em campo.

Neste ano, as coisas mudaram; a seleção parou de mostrar aquele futebol vistoso que mostrou com o técnico Tite, nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, onde jogou um futebol bonito e elegante, levando os brasileiros aos estádios. Isso fez com que o povo criasse uma alta expectativa em cima do grupo de jogadores e da comissão técnica.

A Copa do Mundo fez com que a expectativa gerada se perdesse, a seleção brasileira não conseguiu render o esperado. O principal jogador da seleção canarinho, Neymar, acabou jogando a competição com uma fratura no pé direito, fazendo com que não conseguisse desenvolver o futebol esperado de um camisa 10 da seleção. O sonho do hexa acabou indo pelo ralo.

O ano de 2019 não vem sendo muito bom, tanto para os jogadores que estão sendo convocados, quanto para o técnico Tite, que vem decaindo a cada jogo que passa. Mesmo ganhando a Copa América deste ano, o técnico da seleção ainda é questionado, pela sua forma pragmática de jogar, sem contar com as convocações que, por vezes, acabam se repetindo.

As opiniões acabam sendo divididas entre os torcedores. Para o jornalista Lorenzo Franchi, o técnico Tite tem total respaldo da CBF e dos atletas para se manter no cargo. “Na Copa de 2018 o professor Adenor não soube lidar com a pressão pela conquista. Mesmo com o título ao seu favor na Copa América 2019, o treinador não conseguiu fazer com que o time repetisse o brilho; o processo de renovação da seleção é lento. O Tite parece preso à convicção e não se permite inovar”. Franchi ainda relata que defende a permanência do técnico na seleção, pois acredita no trabalho a longo prazo.

Já para o estudante de jornalismo Lorenzo Seixas, o técnico Tite deve deixar o comando técnico. “Acho que a seleção brasileira precisa de novas filosofias de jogo. O treinador Pep Guardiola, que já demonstrou querer treinar a seleção em outros momentos poderia ser uma boa pedida, ou até mesmo o técnico Jorge Jesus, que vem revolucionando o futebol brasileiro”.

O momento do futebol brasileiro não é fácil, as turbulências acabam causando dúvidas entre os torcedores. Mas tudo envolve paixão e sentimento pela amarelinha, seja com o técnico Tite, ou com outro, os torcedores não deixaram de torcer pela seleção brasileira, que durante anos já deu tantas alegrias ao povo brasileiro.

(*) Leonardo Machado Martins é acadêmico de Jornalismo da Universidade Franciscana e faz seu “estágio supervisionado” no site



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *