LÁ DO FUNDO. Kaus cheio de mágoas, a situação do PP, Adelar e Gabinete, Cidadania, a sinuca do Jorjao...

LÁ DO FUNDO. Kaus cheio de mágoas, a situação do PP, Adelar e Gabinete, Cidadania, a sinuca do Jorjao…

LÁ DO FUNDO. Kaus cheio de mágoas, a situação do PP, Adelar e Gabinete, Cidadania, a sinuca do Jorjao... - lá-do-fundo-kausPor CLAUDEMIR PEREIRA (com fotos de Gabriel Leão/AICV), Editor do Site

– E sujou o pesqueiro no MDB santa-mariense, como diriam os adolescentes, em sua gíria bastante peculiar. Um bom indício é possível ter com manifestação feita ao editor, por João Kaus (foto acima).

– O suplente de vereador (no cargo, como também Cezar Gehm, em função do afastamento de dois titulares, Marta Zanella e Francisco Harrisson, que viraram secretários) não esconde a brabeza.

– Kaus, aliás, é direto. Ele se queixa da “forma que o MDB está agindo e com quem está se articulando”, se referindo à eleição para a Mesa Diretora da Câmara.

– Ele não usa essas palavras, mas fica óbvio que a presença de lideranças do MDB na eleição de quinta, dando força para Adelar Vargas, o incomodou.

– Estiveram lá, e o editor verificou, além do próprio Harrisson, os dirigentes (membros do Diretório ou de órgãos de apoio) Robson Zinn, Antonio Carlos Lemos, Ricardo Bassi e Marcelo Acosta.

– Todos eles, não há dúvida, apoiavam Vargas e se colocavam, ainda que não dissessem, objetivamente contra a posição de Kaus e de Gehm, o outro suplente em exercício.

– Diante de tudo isso, João Kaus disse, literalmente: “Tenho uma boa possibilidade de  deixar o partido num futuro próximo”.

– E avança, na sua mensagem ao editor: “não estou gostando nem um pouco do andar da carruagem. Exemplo: ontem (quinta) vieram aplaudir a derrota minha e do Cezar (Gehm)”.

– E ainda, com absoluta convicção, ao mesmo tempo, os emedebistas graúdos presentes foram aplaudir “a vitória do Bolinha (Adelar Vargas) com o PT. Para mim é suficiente”.

– Convenhamos, até pode haver mudança de posição de João Kaus – afinal, ele deve imaginar qual a melhor alternativa para a sobrevivência. No entanto, o certo é que ele “está até aqui de mágoas”.

– Somente a partir de quinta-feira o novo Presidente da Câmara, naquele momento já cumprindo seu mandato, Adelar Vargas, deverá anunciar o nome do Chefe de Gabinete.

– É um cargo privativo do comandante do parlamento e, consta, será definido por conta também do que Adelar pretende até o final do ano, tendo em vista o MDB e a eleição de outubro.

– Em princípio, estaria marcada para o dia 15 de janeiro, quarta-feira, a reunião do Diretório Municipal do Progressistas. A mesma que, por falta de quórum, foi suspensa no dia 16 deste mês.

– Há quem aposte, porém, inclusive por conta da época, eu o encontro sequer seja marcado, pois o boicote dos governistas seria até mais facilmente feito.

– Enfim, o que se imagina, não obstante o desejo de militantes, no sentido de garantir definição favorável à candidatura própria, a decisão vai ficar mesmo para mais adiante. A conferir.

– Cada vez mais detentores de mandato de vereador avaliam suas chances de eleger-se (ou reeleger-se) no pleito proporcional de 2020.

– As contas são feitas, inclusive, pela proximidade com o mês da traição. Em março, quem quiser trocar de partido sem perder mandato poderá fazê-lo.

LÁ DO FUNDO. Kaus cheio de mágoas, a situação do PP, Adelar e Gabinete, Cidadania, a sinuca do Jorjao... - lá-do-fundo-jorjão– Na Câmara santa-mariense, pelo menos um edil titular se encontra numa sinuca de bico. No caso, Jorge Trindade (foto ao lado), do Rede Sustentabilidade.

– Mesmo que negue publicamente, ele sabe que seu partido não tem cacife para montar chapa capaz de alcançar o quociente eleitoral – que não será inferior a 6,5 mil votos.

– Por consequência, Trindade (o Jorjão) parte para o suicídio eleitoral em favor da causa ou se manda para outra sigla que o queira.

* Cidadania festeja a chegada de mais filiados, conforme informação repassada por Arthur Heinz, presidente da agremiação.

* Entre as filiações anunciadas pelo líder do ex-PPS, estão José Luiz Rodrigues (após “10 anos de PSDB”), Alvaro Dias (“30 anos de MDB) e Vanessa Silva, lideranças do Núcleo Cipriano da Rocha.

– Para fechar: ao menos outro edil já garantiu que muda de ares. No caso, o tucano João Ricardo Vargas. Só o que ele ainda não disse ao site é o destino. Talvez porque não saiba, ainda.



1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *