SAÚDE. Suspeita de infecção intestinal leva 269 aos PAs de Santa Maria. São 149 crianças e 127 adultos

SAÚDE. Suspeita de infecção intestinal leva 269 aos PAs de Santa Maria. São 149 crianças e 127 adultos

SAÚDE. Suspeita de infecção intestinal leva 269 aos PAs de Santa Maria. São 149 crianças e 127 adultos - prefeitur-infecçãoPor MAURÍCIO ARAUJO (com imagem de Reprodução), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

A Prefeitura de Santa Maria intensificou a investigação sobre um provável surto de infecção intestinal na cidade. Nesta sexta-feira (27), a Vigilância em Saúde começou as entrevistas epidemiológicas com os parentes das vítimas ligadas à Escola de Educação Infantil do SESI. Foram feitos questionamentos sobre os sintomas das vítimas, históricos, hábitos e, também, foram dadas orientações às famílias. A Secretaria de Município de Saúde segue empenhada em orientar a população, sendo que está mantida a necessidade de procurar um pronto-atendimento caso surjam sintomas de dores abdominais, diarreia e vômito.

CLIQUE AQUI E CONFIRA O BOLETIM DA SECRETARIA DE SAÚDE

O Poder Executivo também divulgou um Boletim Informativo (imagem acima) do número de casos que chegaram às redes pública e particular nos dias 24 e 25 de dezembro. Nesses dois dias, os pronto-atendimentos de Santa Maria registraram 269 casos (142 crianças e 127 adultos).

ATENDIMENTOS NOS DIAS 24 E 25 DE DEZEMBRO

– Pronto-Atendimento do Patronato: 88 casos (67 crianças e 21 adultos)
– Unidade de Ponto-Atendimento (UPA): 55 casos (23 crianças e 32 adultos)
– Hospital da Brigada Militar: 25 casos (15 crianças e 10 adultos)
– Pronto-Atendimento Ruben Noal: 12 casos (adultos)
– Cauzzo: 12 casos (9 crianças e 3 adultos)
– Hospital de Caridade: 1 caso (adulto)
– Unimed: 60 casos (25 crianças e 35 adultos)
– Hospital Geral de Santa Maria: 16 casos (3 crianças e 13 adultos)

RECOMENDAÇÕES À COMUNIDADE

– Consumir somente água potável e alimentos bem lavados
– Manter a limpeza durante o preparo de alimentos
– Separar os alimentos crus dos cozidos (durante o preparo)
– Cozinhar completamente os alimentos (acima de 70º C)
– Manter os alimentos em temperaturas seguras
– Cuidados com objetos e locais que tiveram contato com fezes (diarreia)
– Lavar com desinfetante ou álcool 70%
– Cuidar os panos e utensílios de limpeza utilizados: ferver e manter separados dos demais utensílios
– Lavar as mãos com água e sabão antes das refeições e após o uso do sanitário

CONFIRA ABAIXO MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O PROVÁVEL SURTO

– 5 casos graves diagnosticados preliminarmente: duas crianças – de 4 e 5 anos – foram a óbito; uma mulher segue internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital de Caridade; e duas crianças que manifestaram os sintomas já receberam tratamento adequado e estão bem;

– 269 pessoas (142 crianças e 127 adultos) deram entrada nos pronto-atendimentos da cidade, tanto da rede pública quanto da rede particular. Nenhum desses casos é considerado grave;

– A Prefeitura conseguiu, junto ao Governo do Estado, aumentar as cotas de exames laboratoriais. Foi garantida a realização de todos os exames no Hospital Universitário de Santa Maria (Husm), mesmo que seja necessário o aumento na cota repassada pelo Estado, com restituição integral;

– A Prefeitura de Santa Maria montou um Gabinete de Crise. Dessa forma, a Vigilância em Saúde tomou as seguintes medidas: foram acompanhados os processos de confirmação laboratorial sobre os casos, foram identificadas as pessoas expostas, foi reforçado o sistema de informação para detecção precoce de casos e foram tomadas as precauções necessárias;

– Nesta quinta-feira (26), a equipe da Vigilância em Saúde fez uma investigação in loco na Escola de Educação Infantil do SESI, já que há relação entre as vítimas (não, necessariamente, a escola seja a contaminadora do provável surto);

– A Prefeitura de Santa Maria já acionou todos os Pronto-Atendimentos, tanto públicos ou privados, sobre os casos. Ressalta-se a importância de tomar precauções, como: TODAS as pessoas que manifestarem dores abdominais e diarreia devem procurar, imediatamente, um pronto-atendimento (as equipes médicas já estão orientadas de como proceder);

– Nesta época do ano, é normal os sintomas de dores abdominais e diarreia. No entanto, reforça-se a importância de procurar os pronto-atendimentos;

– Não há constatação sobre casos de meningite, como circularam informações falsas pela cidade;

– Até o momento, não há nenhuma evidência que relacione a transmissão do provável surto com a rede de abastecimento de água;

– Destaca-se orientações sobre higiene básica: lavar as mãos, desinfetar os objetos, lavar bem locais que possam ter fezes de crianças, entre outras formas;

– A Prefeitura de Santa Maria informará sobre a situação atual do provável surto pelos seus canais oficiais.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *