ARTIGO. Jorge Pozzobom e o combate (de todos) à pandemia. E ainda a abertura de 40 leitos no Regional

ARTIGO. Jorge Pozzobom e o combate (de todos) à pandemia. E ainda a abertura de 40 leitos no Regional

Combater o coronavírus é um esforço que precisa ser feito em conjunto

Por JORGE POZZOBOM (*)

ARTIGO. Jorge Pozzobom e o combate (de todos) à pandemia. E ainda a abertura de 40 leitos no Regional - pozzobom-artigo-3Estamos prestes a entrar no mês de abril, período projetado pelos infectologistas como devendo ser o de maior pico da Covid-19. Isso significa que o esforço em combater esse vírus deve ser redobrado nos próximos dias na tentativa de conter a disseminação da doença entre os moradores de Santa Maria. Por isso, além de renovar o apelo para que as pessoas fiquem em casa, quero aproveitar este espaço para reafirmar que esse enfrentamento é e deve continuar sendo um esforço conjunto. Um desafio que não é apenas do Poder Público, mas, sim, de todos nós enquanto sociedade.

Na linha de frente dessa investigação e atuação, estão os médicos infectologistas de Santa Maria, tanto da rede pública quanto da particular. É com base nas informações que vêm dos médicos que respaldamos as decisões do Poder Executivo no que diz respeito às medidas de combate ao novo coronavírus.

Assim como o corpo médico, que detalho mais abaixo trazendo nomes desses profissionais, outras instituições estão juntas no enfrentamento. Tão logo o assunto começou a ser tratado na cidade, a Prefeitura de Santa Maria criou um comitê interno, formado pela Casa Civil e pelas secretarias de Gestão e Modernização Administrativa; Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação; e Educação.

Na sequência, no último dia 21, foi estruturado o Conselho Estratégico de Gestão de Crise, formado por 18 organizações públicas e privadas que, unidas, trabalham para garantir a segurança da população de Santa Maria.

Desse Conselho Estratégico, fazem parte Casa Civil, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Saúde, 1ª Vara Cível Especializada da Fazenda Pública, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Ministério Público do Trabalho, Brigada Militar, Hospital São Francisco, Hospital de Caridade Astrogildo de Azevedo, Hospital Universitário de Santa Maria, Hospital Casa de Saúde, Hospital de Guarnição de Santa Maria, Hospital da Brigada Militar de Santa Maria, Hospital da Unimed Santa Maria, Associação Franciscana de Assistência à Saúde (Sefas), 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (4ª CRS), Universidade Franciscana, Universidade Federal de Santa Maria, Comando da 3ª Divisão de Exército, e grupo de assessoramento técnico (composto pelos médicos Jane Costa, Fábio Lopes Pedro, Thiego Cavalheiro, Alexandre Schwarzbold e Cláudio Azevedo).

Todas essas organizações atuam em conjunto e em consonância por um único propósito: conter, o máximo possível, a disseminação do vírus entre a população, impedindo que um número expressivo de santa-marienses fique doente ao mesmo tempo, evitando, assim, que a rede de saúde da cidade entre em colapso. Por essa razão, o compromisso de lutar contra a pandemia de coronavírus precisa ser de todos nós. Do Poder Público, sim. Mas, também, de cada habitante da nossa Santa Maria. Dos estudantes, dos empresários, dos profissionais de toda ordem, das crianças aos idosos. Essa é uma luta e uma responsabilidade de cada um de nós.

Em relação à rede de saúde de Santa Maria, mais especificamente no que diz respeito ao Hospital Regional, eu trouxe uma notícia no fim de semana que, confesso, me tranquilizou. Ainda em abril, serão abertos os primeiros leitos do Regional, que serão decisivos na luta contra a Covid-19. Neste primeiro momento, serão disponibilizados 40 leitos clínicos. E, posteriormente, mais 10 leitos de UTI. A secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann, me deu essa garantia no último sábado, por isso, eu assumo esse compromisso junto de todos vocês: vamos abrir o Hospital Regional em sua plenitude.

Serão 20 leitos clínicos abertos ainda em abril, e outros 20 no começo de maio. Há cerca de duas semanas, numa oportunidade em que fui a Porto Alegre para me reunir com o governador Eduardo Leite, com o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior e com a secretária Arita, foi assegurado, por meio da assinatura do convênio com a Fundação Universitária de Cardiologia (FUC), que já faz a gestão do Regional, o depósito de R$ 7,2 milhões para as adequações no prédio do Hospital Regional.

Para que tudo esteja pronto no prazo, as obras de adequações no hospital começaram na última semana. Em 15 dias, o trabalho deve ser concluído, sendo que o mobiliário e os equipamentos para os 20 primeiros leitos já estão garantidos.

Essa articulação pela abertura, a pleno, do Hospital Regional, quem me conhece sabe, não é de hoje. Meu Governo está comprometido com a causa muito antes de estarmos vivendo essa pandemia de coronavírus. Fui a Brasília inúmeras vezes, justamente, para tentar garantir recursos para o Regional. Converso quase que diariamente com o Governo do Estado sobre esse mesmo assunto: a abertura dos leitos no complexo hospitalar.

Claro que, com a disseminação da Covid-19 no Brasil e, consequentemente, em nosso Município, essa causa se tornou mais urgente. Afinal, a falta de leitos hospitalares é um problema de todo o país e, até mesmo, mundial. Nesse contexto, a abertura de 40 leitos clínicos no Hospital Regional será de substancial relevância no enfrentamento ao vírus.

E, aqui, reforço o fato de que esse é um esforço conjunto. Para viabilizar a instalação dos leitos, a Prefeitura conta com a parceria do Governo do Estado, do Sindicato da Construção Civil (Sinduscon), do Ministério Público Estadual e do Ministério Público Federal. Não se faz nada sozinho, é preciso união de esforços e de recursos.

O mesmo ocorreu em relação ao Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) dobrar os leitos de UTI para o combate ao coronavírus de 5 para 10. Participei diretamente dessa articulação, e os leitos já devem estar devidamente equipados nos próximos dias e aptos a receber pacientes.

Finalizo agradecendo a todos que estão dedicando um pouco (ou muito) do seu tempo e dos seus recursos para tentar abrandar essa crise. E, claro, clamando, mais uma vez, para que, quem puder, fique em casa. Ajude a salvar vidas e a tornar essa situação mais suportável. Sairemos mais fortalecidos desta pandemia.

 (*) Jorge Pozzobom é o Prefeito Municipal de Santa Maria. Sua trajetória como agente político começou com dois mandatos de vereador, tendo depois se alçado, pelo voto popular, à Assembleia Legislativa. Em meio ao segundo período, em 2016, foi eleito para conduzir o Executivo santa-mariense. Ele escreve no site às terças-feiras.

Observação do siteA foto de Divulgação, que ilustra este artigo, é do prefeito Jorge Pozzobom no Hospital Regional, com o diretor administrativo, Elvis P. Prestes (de branco) e o diretor técnico, Mery M. Neto. A imagem foi feita nesta segunda-feira, quando da visita do prefeito para acompanhar as adequações que estão sendo feitas no prédio do hospital.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *