CONGRESSO. Comissão Especial faz debate sobre a comercialização dos medicamentos com cannabis

CONGRESSO. Comissão Especial faz debate sobre a comercialização dos medicamentos com cannabis

Da Redação da Agência Câmara de Notícias, com foto de Reprodução

CONGRESSO. Comissão Especial faz debate sobre a comercialização dos medicamentos com cannabis - agência-câmara-cannabis

Parlamentares debaterão a regulamentação da cadeia produtiva de canabidioides

A comissão especial que analisa a comercialização de medicamentos feitos com cannabis (PL 399/15) reúne-se nesta terça-feira (3) para debater o potencial brasileiro para o cultivo da planta. O debate atende a pedido de diversos parlamentares.

O deputado Eduardo Costa (PTB-PA) destaca que as evidências científicas sobre os benefícios terapêuticos do uso de extrato da cannabis sativa em tratamentos de inúmeras enfermidades tais como autismo, epilepsia, Alzheimer, doença de Parkinson, dores crônicas, neuropatias e câncer, hoje são reconhecidas em muitos países e também no Brasil.

“A regulamentação da cadeia produtiva de canabidioides no Brasil é uma demanda da sociedade, sendo assim prioridade para nós legisladores conhecermos os reais motivos que impedem a produção do canabidiol no Brasil, visto que muitos outros países já o fazem de maneira séria e responsável”, afirma o o parlamentar.

Foram convidados para discutir o assunto:
– o engenheiro agrônomo e diretor da Câmara Técnica das Ciências Agrárias da Sociedade Brasileira dos Estudos da Cannabis, Dennys Zsolt;
– o especialista do Ministério da Agricultura e Agropecuária, Luis Eduardo Rangel;
– o diretor da Divisão de Licenciamento de Cultivo CalCannabis do Departamento de Alimentos e Agricultura da Califórnia, Richard Parrott; e
– o cientista social Paulo Fraga.

A reunião será realizada às 14 horas, no plenário 3.

O debate será interativo e os interessados poderão enviar perguntas e comentários aos participantes…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *