COVID-19. Associação divulga nota sobre o áudio de infectologista que defende volta à normalidade em SM

COVID-19. Associação divulga nota sobre o áudio de infectologista que defende volta à normalidade em SM

COVID-19. Associação divulga nota sobre o áudio de infectologista que defende volta à normalidade em SM - 6adc6865-maiquel-lauduz

Lauduz publicou, nesta quinta-feira, uma nota oficial nas redes sociais, após a repercussão do áudio divulgado por um de seus idealizadores

Por MAIQUEL ROSAURO (com imagem de Reprodução), da Equipe do Site

A associação sem fins lucrativos Lauduz Covid-19 divulgou uma nota oficial sobre áudio do infectologista Fabio Lopes Pedro, compartilhado via WhatsApp, no qual ele defende o retorno à normalidade em Santa Maria. A Lauduz afirma que o conteúdo que repercutiu nas redes sociais representa a opinião do médico e que é preciso cautela no retorno às atividades.

No áudio de quase cinco minutos, remetido a um colega psiquiatra, Pedro diz que os casos são subdimensionados e que Santa Maria teria mais de mil casos diagnosticados de covid-19 contra os mais de 100 oficialmente confirmados. Também alega que o confinamento parece excessivo e que terá repercussão no comportamento psíquico das pessoas.

“Eu tenho estimulado, sim, que as pessoas procurem retomar suas vidas com as devidas precauções, mas não fiquem confinadas e, exageradamente, em suas casas, salvo pessoas de grupo de risco, idosos e tal. Mas as demais pessoas têm que retornar as suas vidas normalmente”, afirmou.

O infectologista também comentou a situação de leitos que estariam subutilizados.

“Enquanto médico, observando a distribuição de leitos, vemos uma ociosidade. Construíram-se centenas de leitos de enfermaria e três ou quatro dezenas de leitos de UTI, os quais são absolutamente subtilizados neste momento. Mas os critérios para bandeiras da cidade, para atividades comerciais, leva em conta a ocupação destes leitos, a maioria hoje ocupado por pacientes muito antigos que nem tem mais o vírus e nem transmitem mais o vírus”, alega.

Por fim, disse que a letalidade do novo coronavírus é muito baixa e que é preciso repensar estratégias. Também ressaltou que a Lauduz não tem muita importância neste novo cenário.

A associação, que tem Pedro como um dos idealizadores, realiza atendimento on-line gratuito aos pacientes suspeitos de covid-19, visando desta forma reduzir aglomerações nos hospitais. O serviço deverá ser finalizado ao final deste mês.

Escute o áudio na íntegra:

Cautela!

A Lauduz divulgou uma nota oficial, na tarde desta quinta-feira (21), comentando o áudio. No documento, a associação explica que, no começo da pandemia, incentivou o isolamento social como medida mais eficaz contra a disseminação do vírus e, agora, é o momento de retornar as atividades com cautela.

“Reforçamos que as medidas contra a contaminação devem, sim, ser mantidas: higienização das mãos, objetos e espaços, utilização de máscara e demais cuidados. E ressaltamos que é graças a eles que a população pode começar a retornar às atividades. Sempre com cautela!”, diz em trecho da nota.

A associação também atenta para os problemas mentais que podem ser causados pelo isolamento excessivo.

“As pessoas podem sair de suas casas, podem retomar com responsabilidade seus afazeres, sempre prezando pelos cuidados de prevenção estabelecidos pelas autoridades. Confinamento excessivo também causa problemas. Nosso dever é zelar pela saúde física e MENTAL dos cidadãos de Santa Maria e região”.

Confira na íntegra o posicionamento da Lauduz:

NOTA OFICIAL – Santa Maria, 21 de maio – 2020.

A Lauduz preza pelo bem-estar social e pelo compromisso com a clareza das informações. Por isso, esclarecemos nesta nota o áudio do Dr. Fabio Lopes Pedro que está circulando pelo WhatsApp e que representa a sua opinião sobre o assunto.

No começo das nossas atividades, incentivamos o isolamento social total como a medida mais eficaz contra a disseminação do vírus, oferecendo um serviço de saúde gratuito e de qualidade que reforça este posicionamento.

Os conhecimentos científicos sempre foram e seguem sendo a base da nossa atuação, e diante de todos os estudos e da evolução do que se sabe sobre a Covid-19, hoje chegamos a outro momento da pandemia, com outros problemas decorrentes do isolamento total.

Reforçamos que todos os envolvidos no funcionamento da Lauduz são voluntários e a organização não tem fins lucrativos, políticos ou partidários, apenas o compromisso com a saúde da população em um momento de incertezas.

Assim, também reforçamos que as medidas contra a contaminação devem, sim, ser mantidas: higienização das mãos, objetos e espaços, utilização de máscara e demais cuidados. E ressaltamos que é graças a eles que a população pode começar a retornar às atividades. Sempre com cautela!

As pessoas podem sair de suas casas, podem retomar com responsabilidade seus afazeres, sempre prezando pelos cuidados de prevenção estabelecidos pelas autoridades. Confinamento excessivo também causa problemas. Nosso dever é zelar pela saúde física e MENTAL dos cidadãos de Santa Maria e região.

Seguimos à disposição.



3 comentários

  1. O Brando

    Falsa polemica. Organização não tem fins lucrativos mas coloca outdoor com nome e fotografia de médicos. No mínimo discutível eticamente. Publicidade até possui orientações, mas o destaque é exagerado.
    No mais vota-se por um bom motivo, a autoridade toma as decisões e responde por elas. Não é a mídia e nem Ong’s lobbystas.

  2. Rose

    Começou as brigas….não vejo mais esse medico e a medica ao lado do Po Sou Bom e já sinto que nem querem estar, aqui esta mais para faturamento politico que vai virar ainda um tiro pela culatra. Aguardem….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *