COVID-19. UFN começa a fazer testes rápidos em profissionais da indústria e comércio de Santa Maria

COVID-19. UFN começa a fazer testes rápidos em profissionais da indústria e comércio de Santa Maria

COVID-19. UFN começa a fazer testes rápidos em profissionais da indústria e comércio de Santa Maria - 72d1e513-ufn-testes-covid

Artur Vontobel (CVI), Carlos Robalo (Diretor de Patrimônio), Géferson de Brum (Biomédico), Huander Andreolla (Biomedicina e Farmácia)

Por CARLOS SPALL (texto) e CAROLINA TEIXEIRA (foto), da  Assessoria de Comunicação da UFN

A Universidade Franciscana, por meio dos Cursos de Graduação de Biomedicina e Farmácia, desenvolveu um protocolo de retorno ao trabalho para os funcionários das empresas locais, ligadas ao comércio, indústria, transporte de passageiros, bares, restaurantes, hotéis e do setor de construção civil de Santa Maria.

A partir do dia 8 de julho, serão realizados 900 testes rápidos para detectar a Covid-19 em trabalhadores que manifestaram algum sintoma gripal, foram afastados de suas atividades por 14 dias, e agora podem realizar o teste para o retorno com segurança aos seus postos de trabalho.

Conforme o professor de Biomedicina, Huander Andreolla, serão realizados testes rápidos para detecção de anticorpos para Covid na própria UFN. Posteriormente, os positivos, serão encaminhados para testes laboratoriais PCR para análise da excreção do vírus, o qual pode apontar para a necessidade de a pessoa se manter em quarentena. Este exame será realizado em parceria com a Laboratório de Análises Clínicas Labimed SM.

“As instituições receberão vouchers que distribuirão aos seus colaboradores, conforme necessidade. A partir daí eles vão agendar o horário para o teste rápido aqui na UFN. Ficamos felizes em ajudar a cidade, porque é um trabalho de extensão de uma demanda criada pela sociedade. Isso deixa claro o papel social que a Universidade cumpre na pesquisa e na geração do conhecimento sobre epidemiologia local”, explicou Andreolla ao dar ênfase na confiança das entidades no trabalho de pesquisa desenvolvido pela UFN.

A viabilidade desta iniciativa foi conduzida por entidades empresariais apoiadas pelo Instituto Cultural Floresta (ICF), representado na região pela CVI Refrigerantes, Super Tratores e Vitta Center, os quais financiaram os testes que estão sendo direcionados com o apoio da Câmara de Indústria e Comércio de Santa Maria (Cacism) e Associação Rural de SM.

“Esta iniciativa é importante não só para o consumidor ter segurança para voltar a comprar no comércio de Santa Maria, mas sim, para que as famílias destes pacientes que tiveram sintomas da gripe possam sentir-se em paz, em harmonia, sabendo o resultado do exame da pessoa querida, preservando o bom convívio e a saúde dos demais membros da casa”, pontou o coordenador da iniciativa, empresário Artur Vontobel, representante da CVI Refrigerantes SM.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



2 comentários

  1. O Brando

    A cidade tem que investir mais na UFN, até no que diz respeito a desenvolvimento regional. Nada contra a UFSM, é questão de formatação institucional, flexibilidade e rapidez na resposta. Depois das situações (como diz o outro) consolidadas podem até trocar de mãos.

  2. O Brando

    Polo automotivo de Curitiba teve cursos de formação na rede privada. Depois de consolidado a UFPR começou também a ofertar cursos. A iniciativa privada, em parte, partiu para outros setores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *