JornalismoMídiaTrabalho

JORNALISMO. Juremir Machado desligado da Guaíba

Do portal especializado Coletiva.Net, com foto de Reprodução

A sexta-feira, 28, trouxe uma grande mudança na Rádio Guaíba: chegou ao fim a relação de Juremir Machado da Silva (foto acima) com a emissora. O profissional, que falava nos microfones do veículo desde 2004, foi desligado da empresa.

Ao Coletiva.net, Juremir confirmou a sua demissão e contou que a empresa alegou “contenção de despesas” para justificar a sua saída. Apesar de deixar a Guaíba, o profissional seguirá no Grupo Record, mantendo a sua coluna no jornal Correio do Povo. Além disso, o jornalista atua como professor da PUCRS.

Juremir explicou ao portal que a sua participação na Guaíba começou em 2004, quando falou na rádio pela primeira vez, como convidado. Em 2008, já contratado pela emissora, passou a ser debatedor no programa de Rogério Mendelski, o Bom Dia. Dois anos depois, assumiu o Esfera Pública, ao lado de Taline Oppitz.

Procurado por Coletiva.netClaudinei Girotti, diretor-geral da Rádio Guaíba, destacou que o desligamento de Juremir se deu por conta de readequações na emissora. Ele ainda enfatizou a competência do jornalista: “Um profissional incrível e que contribuiu muito com a rádio”.

Girotti explicou ao portal que Juremir poderá retornar para a Guaíba, em um “momento mais propício”, destacando que as portas da emissora seguem abertas no futuro. O diretor-geral da emissora também disse que o Esfera Pública continua na programação da rádio, sendo comandado por Taline Oppitz e Lucas Rivas.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo