CIDADE. Prefeitura e organizações locais reforçam comprometimento para receber Escola de Sargentos

CIDADE. Prefeitura e organizações locais reforçam comprometimento para receber Escola de Sargentos

CIDADE. Prefeitura e organizações locais reforçam comprometimento para receber Escola de Sargentos - 29d0c7c5-prefeitura-escola-de-sargentosPor MANUELA VASCONCELLOS (texto) e ARIÉLI ZIEGLER (foto), da Assessoria da Prefeitura

As potencialidades de Santa Maria e o planejamento para enfrentar eventuais problemas foram apresentados ao coordenador executivo do grupo de trabalho responsável pelo planejamento da implantação da Escola de Formação e Graduação de Sargentos de Carreira do Exército, general Joares Alves Pereira Junior. O militar foi recepcionado (foto acima) por integrantes da Prefeitura, nesta quarta-feira (16), no Hotel Itaimbé, junto com representantes da Corsan e da RGE. As instituições estão unindo esforços para que Santa Maria seja sede da escola.

“Apresentamos e justificamos o recebimento da escola em nosso Município com a garantia de que o que será assumido, será cumprido em sua totalidade. Somente a possibilidade da vinda da escola para Santa Maria já tem o apoio das maiores instituições federais e, por isso, temos a tranquilidade de assumir esse compromisso”, explicou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Ewerton Falk.

O general Joares Alves Pereira Junior, que é vice-chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército, reforçou que Santa Maria atende aos principais requisitos para a implantação da Escola de Formação e Graduação de Sargentos de Carreira do Exército.

“Há um campo de instrução apropriado, suporte das organizações militares, capacidade infraestrutural de acolher alunos e familiares e, principalmente, vontade conjunta, condicionantes que não são fáceis de serem encontrados. Saio motivado, também, em sentir o envolvimento da comunidade em receber a escola e em ver as propostas e soluções do Poder Executivo”, esclareceu o general.

A fim de reforçar o compromisso com o Exército diante da possível vinda da Escola de Formação e Graduação de Sargentos de Carreira do Exército para o Município, a consultora de negócios da RGE, Mari Lúcia Santos, explicou que a rede de energia que atende o bairro Boi Morto está pronta e adequada para receber a estrutura. A região é cogitada para a instalação da escola. O diretor de expansão da Corsan, Júlio Hofer, também presente no ato, confirmou que todo o projeto de esgoto sanitário e de tratamento de água para aquela região do Município está estruturado, tendo como objetivo diminuir os custos operacionais e de manutenção.

A previsão é de que, até o fim do mês de novembro, o general Joares Alves Pereira Junior indique três municípios brasileiros ao Exército a fim de que a instituição trabalhe de forma mais enfática na verificação dos requisitos para receber a unidade da escola. Atualmente sediada em Três Corações (MG), a escola busca local para uma nova sede com o objetivo de focar na capacitação pessoal dos alunos. A previsão é de que a capacidade seja para cerca de 1,5 mil alunos, com investimento de R$ 1 bilhão.

A apresentação também contou com a secretária adjunta de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Ticiana Fontana, com o superintendente regional da Corsan em Santa Maria, José Epstein, e com a chefe da unidade local da Corsan, Andreia Zanini. Também estiveram presentes o comandante da 3ª Divisão de Exército (3ª DE), general de divisão Hertz Pires do Nascimento, e o chefe do Estado-Maior da 3ª DE, coronel Kleber Torres Camerino.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *