DestaqueEleições 2020

SÃO GABRIEL. Podemos do RS emite nota após a candidata à prefeitura ser insultada durante debate

Prefeiturável chamada de “vagabunda” por Gonçalves, candidato à reeleição

Prefeito profere o palavrão com microfone aberto. Na hora, aparentemente ninguém notou. Já nas redes sociais… (Foto Reprodução)

Por Maiquel Rosauro

A direção estadual do Podemos divulgou uma nota, nesta sexta-feira (13), contra as ofensas proferidas pelo prefeito de São Gabriel e candidato à reeleição, Rossano Gonçalves (PL) contra a candidata ao Executivo Sandra Weber (PODE). Na noite de quinta (12), durante debate virtual promovido pela Rádio CBS, Rossano chamou Sandra de “vagabunda”.

No vídeo abaixo, com a íntegra do debate, Rossano solta o palavrão em 1h52min55s, logo após um de seus espaços de fala.

O insulto não aparenta ter sido notado pelos participantes do debate, mas repercutiu nas redes sociais.

Em nota, o Podemos/RS afirma que a conduta desvirtua o propósito do debate de ideias e reduz o processo eleitoral a uma arena de ranço.

“Manifestações como esta nos constrangem e são lastimadas pelos cidadãos que clamam por uma política mais propositiva e comprometida com soluções”, diz a nota.

Confira a nota na íntegra:

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo