DestaqueEducaçãoSanta MariaUFSM

UFSM. Volta presencial já começa a ser planejada

Nota da Reitoria indica o debate interno e planejamento até 15 de dezembro

Reitoria: eventual retomada considerará manifestação das unidades/subunidades, bandeiras e as orientações sanitárias (foto UFSM)

Da Assessoria de Imprensa da Sedufsm (com informações do Gabinete do Reitor da UFSM e do Vice-Reitor)

Na última terça, 10 de novembro, o site da Sedufsm publicou MATÉRIA em que destacava que a reitoria apresentaria, já no dia seguinte, um calendário tratando do retorno à presencialidade, a partir da edição da IN 109, pelo governo federal, no dia 29 de outubro. Conforme o vice-reitor, professor Luciano Schuch, esse calendário seria elaborado em conjunto com direções de Unidades e Subunidades. A Administração Central acabou voltando ao tema nesta segunda, 16, publicando uma NOTA no site da instituição.

Na publicação, a reitoria afirma que “estamos indicando às unidades/subunidades que intensifiquem as discussões sobre os termos da referida IN e suas implicações sanitárias, bem como seus impactos na dinâmica de ensino, pesquisa, extensão e atenção direta à comunidade”. A nota prossegue: “Estamos sugerindo que os respectivos planejamentos sejam discutidos e apresentados até o dia 15 de dezembro de 2020”. E finaliza: “As decisões sobre eventual retomada considerarão a manifestação das unidades/subunidades, a classificação por bandeiras da Secretaria Estadual de Saúde, bem como as orientações sanitárias municipais”. Leia a íntegra da nota da reitoria a seguir:

“Desde o início da pandemia, a Universidade Federal de Santa Maria vem mantendo seu funcionamento, com esforço coletivo de muitos, com grau de dificuldade e especificidades inerentes. São 1025 servidores em trabalho presencial (22%), 998 em trabalho semipresencial (21%) e 2159 em trabalho remoto (46%). Além disso, há servidores que se encontram em licença/afastamento ou, ainda, impossibilitados de trabalhar, considerando as especificidades do cargo.

Recentemente foi publicada pelo Ministério da Economia a Instrução Normativa N. 109, de 29 de outubro de 2020, que vem sendo objeto de análise pelas diferentes instâncias administrativas. A IN indica a necessidade de retorno gradual e segura à atividade presencial dos servidores, de forma escalonada, com no máximo 50% da força de trabalho de docentes e técnico-administrativos em educação em turnos, dias ou semanas. Assim, haveria um revezamento de grupos, com até 50% dos servidores em trabalho presencial e até 50% em trabalho remoto.

Nesse contexto, vale ressaltar que uma parte importante das atividades de ensino vêm sendo desenvolvidas através do Regime de Exercício Domiciliares Especiais (REDE), com 23.643 estudantes (85%), e serão mantidas, conforme calendário aprovado pelo CEPE. O REDE tem sido usado como referência para algumas outras instituições e vem se aperfeiçoando e se qualificando a cada dia, considerando a imprevisibilidade da evolução da pandemia de COVID-19 e a perspectiva do aumento da importância do uso de tecnologias na atividade acadêmica.

“Destaca-se, igualmente, neste cenário de crise sanitária, o trabalho do Hospital Universitário, que com o conjunto dos seus servidores vem prestando uma atenção permanente à saúde da comunidade, especialmente em relação às estratégias de enfrentamento à COVID-19. O HUSM opera hoje com 100% da sua capacidade de atendimento e internação.

As principais ações de pesquisa e extensão têm tido continuidade, o que reforça ainda mais o papel estratégico da UFSM neste cenário de excepcionalidade.

Mesmo considerando que a instituição esteja operando com grande parte dos servidores em regime presencial, respeitando o Manual de Biossegurança da UFSM, bem como as condições sanitárias estabelecidas pelo estado do Rio Grande do Sul, Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde, estamos indicando às unidades/subunidades que intensifiquem as discussões sobre os termos da referida IN e suas implicações sanitárias, bem como seus impactos na dinâmica de ensino, pesquisa, extensão e atenção direta à comunidade. Estamos sugerindo que os respectivos planejamentos sejam discutidos e apresentados até o dia 15 de dezembro de 2020.

As decisões sobre eventual retomada considerarão a manifestação das unidades/subunidades, a classificação por bandeiras da Secretaria Estadual de Saúde, bem como as orientações sanitárias municipais”.
Nesta terça, 17, a Sedufsm promove às 19h, uma live intitulada “A Instrução Normativa 109 e a autonomia das universidades”. Além do assessor juridico da entidade, advogado Heverton Padilha, também participará o reitor, professor Paulo Burmann.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Artigos relacionados

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo