DestaqueEleições 2020Santa Maria

WHATSAPP. É falsa a informação de que escolas de SM irão educar sobre sexo e ideologia de gênero

Arte compartilhada tem dados errôneos sobre projeto que não se tornou lei

Por Maiquel Rosauro

Vereadores de Santa Maria não aprovaram nenhum projeto de lei que tenha relação com sexo e ideologia de gênero (Foto Reprodução)

À medida que as eleições se aproximam aumenta o compartilhamento de informações duvidosas, com intuito influenciar o pleito eleitoral em Santa Maria. Nos últimos dias, tem sido compartilhada no WhatsApp uma arte que remete a alguns vereadores a aprovação de uma lei que permitiria às escolas educar sobre sexo e ideologia de gênero. As informações são falsas.

A imagem diz “Aprovada Lei 9091/20”. Contudo, tal legislação não existe.

O que existe é o Projeto de Lei 9091/20, de autoria de Luci Duartes – Tia da Moto (PDT), que buscava instituir o Programa Diversidade na Escola. O objetivo da proposta era possibilitar o desenvolvimento de um trabalho contra a evasão escolar da comunidade LGBTQiA+ (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais ou transgêneros, queer, intersexuais, assexuais e +) nas instituições de ensino do município.

A proposta possuía cinco parágrafos e nenhum deles trazia os termos “sexo” ou “ideologia de gênero”. Logo, também é falsa a afirmação de que as escolas educarão sobre estes assuntos.

A imagem foi originalmente publicada no Facebook de uma candidata a vereadora, em 8 de setembro. Naquela mesma data, os parlamentares cujas fotos estão na imagem aprovaram o projeto de Luci (AQUI).

Semanas depois, o prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) apresentou veto total à proposta, alegando ser inconstitucional (AQUI), o qual foi mantido pelo Parlamento (AQUI).

Veredito

Desde a primeira publicação, em setembro, a arte já trazia informações inverídicas. O compartilhamento agora, às vésperas do pleito eleitoral, aparenta ter como único objetivo prejudicar os candidatos que estão na imagem.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo