DestaqueSanta MariaSaúde

JOGO DURO. Órgãos de segurança vão ampliar as equipes e tempo na rua para impedir aglomerações

Reforço nas operações anticovid em SM. Objetivo: evitar proliferação do vírus

Pozzobom e integrantes do comando local da Brigada Militar em reunião que definiu ações anticovid (foto Ariéli Ziegler/Prefeitura)

Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura / Por Manuela Vasconcellos

Mais equipes na rua e em diferentes horários são algumas das estratégias de órgãos de segurança pública para proteger a população de Santa Maria em meio à pandemia. Uma reunião promovida pela Prefeitura, na manhã desta sexta-feira (11), definiu medidas mais enérgicas nas ações que estão sendo realizadas desde março no Município. O encontro, que ocorreu no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), reuniu representantes da Fiscalização Municipal Integrada, do Comando Regional de Polícia Ostensiva Central (CRPO) e do 2º Batalhão de Polícia de Choque (2º BPChoque).

“Temos a legitimidade para tomar decisões porque estamos passando pelo momento mais crítico da pandemia. Para isso, precisamos de medidas mais duras porque não vamos deixar de fazer a nossa parte enquanto a população não entender que precisamos da ajuda de todos. E tudo isso passa pela ação integrada dos órgãos de segurança pública, que seguirão no auxílio das iniciativas para dissipar as aglomerações”, explica o prefeito Jorge Pozzobom, presente na reunião.

No encontro, foram pontuados os locais onde têm o maior número de registros de junção de pessoas e dadas explicações referentes aos últimos decretos emitidos pelo Município. Todas as iniciativas são no sentido de não ocorram fechamentos de estabelecimentos comerciais.

“Todos somos sabedores do diagnóstico da pandemia e do quanto já fizemos. Mas nada parece ser suficiente à medida em que há alta da ocupação hospitalar e do número grande de pessoas nas ruas. Estaremos sempre juntos nos momentos de necessidade de apoio para repassar os protocolos de atendimento da Covid”, reforça o comandante do CRPO Central, Erivelto Hernandes Rodrigues, acompanhado, na reunião, do capitão Alexandre Pires Lacerda, do 1º Regimento de Polícia Montada (1º RPMon).

Todas as ações passarão a contar também com servidores do 2º Batalhão de Polícia de Choque (2º BPChoque), conforme o tenente-coronel Paulo Antônio Flores de Oliveira, presente no encontro. Além disso, haverá mais equipes de cada órgão de segurança nas ruas, atuando 24 horas por dia e fazendo revezamento por locais onde há mais registro de aglomerações ou de descumprimento de decretos. Durante as abordagens em estabelecimentos comerciais, principalmente em bares, restaurantes e distribuidoras de bebidas, uma cópia do decreto 262 é entregue ao dono do estabelecimento. O documento estabelece a redução de horários de funcionamento e estabelece regras de distanciamento entre os clientes.

O encontro também contou com a controladora geral do Município, Carolina Lisowski, com o superintendente da Guarda Municipal, Santo Cordeiro, com o superintendente da Vigilância em Saúde, Alexandre Streb, com o superintendente da Fiscalização, Márcio Abbade, e com o coordenador do Ciosp, Sandro Nunes

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo