Destaque

CÂMARA. Vereadores de Santa Maria gastaram R$ 136,9 mil com a cota de combustível em 2020

Três parlamentares gastaram mais de R$ 10 mil com o benefício durante o ano

Por Maiquel Rosauro

O ano de 2020 foi marcado pela austeridade no Legislativo de Santa Maria. A pandemia chegou com tudo e obrigou os vereadores a se tornarem mais econômicos, remanejando mais de R$ 4 milhões oriundos das emendas impositivas para o combate ao novo coronavírus e ainda provocou uma economia de R$ 632 mil destinado à área da saúde. Só teve um benefício que o Parlamento não renunciou, a cota de combustível.

Em 2020, conforme dados obtidos via Lei de Acesso à Informação, foram gastos R$ 136.916,79 com a referida cota, inferior aos R$ 202.342,06 (valor reajustado pela inflação) utilizados em 2019. A queda de 32,33% está relacionada a dois fatores: os primeiros meses de pandemia e as eleições de novembro.

A Resolução Legislativa 2/2017 possibilita uma cota mensal de combustível equivalente a 200 litros de gasolina comum, para cada gabinete parlamentar, não cumulativa. O objetivo é permitir a execução do mandato a partir do uso de veículos particulares.

Entre os vereadores que atuaram na Casa durante a maior parte do ano passado, apenas três não utilizaram o benefício: Juliano Soares – Juba (PSDB), Francisco Harrisson (MDB) e João Ricardo Vargas (PP).

Março foi o mês em que a cota foi mais utilizada, R$ 16.089,74. Em abril, com o distanciamento social provocado pelo início da pandemia, o valor caiu pela metade e foi aumentando nos cinco meses seguintes, à medida que os vereadores se sentiam mais confiantes para sair às ruas.

O menor valor foi registrado em outubro, R$ 6.149,12, em plena campanha eleitoral. Naquele mês, Adelar Vargas – Bolinha (MDB), Deili Silva (PSD), Luciano Guerra (PT), Valdir Oliveira (PT) e Vanderlei Araujo (PP) não fizeram uso.

Os campeões de gastos de combustível, em 2020, são Ovidio Mayer (PTB), R$ 10.222,58; Luci Duartes – Tia da Moto (PDT), R$ 10.107,73; e Marion Mortari (PSD), R$ 10.104,61. Apenas o trio ultrapassou a marca de R$ 10 mil.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo