DestaqueEstado

COVID-19. Governo gaúcho coloca Rio Grande do Sul à disposição para receber pacientes de Manaus

Estado tem condições de auxiliar colapso da saúde no Amazonas

Por Assessoria de Comunicação do Governo do RS

A rede assistencial de saúde pública do Rio Grande do Sul está à disposição para receber pacientes de Manaus em consequência do esgotamento da rede hospitalar do município, capital do Amazonas.

O governo do RS foi sondado, mas ainda não recebeu nenhum pedido oficial do Ministério da Saúde para a utilização de hospitais gaúchos para essa finalidade.

Ainda assim, de acordo com o diretor de Regulação Estadual, Eduardo Elsade, o Estado tem condições de auxiliar neste momento de colapso da saúde no Amazonas.

Após conversar com o governador de Amazonas, Wilson Lima, o governador Eduardo Leite reiterou, em publicações em suas redes sociais, a disponibilidade do Estado em receber esses pacientes.

“Coloquei o RS à disposição para o que puder ser feito no sentido de ajudar os nossos irmãos do Amazonas. Estamos numa outra ponta do país, mas a solidariedade que o momento exige supera qualquer distância. Se for necessário, o RS está a postos”, publicou Leite em seus perfis.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Olhando os sites dos Centros de Controle de Doenças europeu e americano nota-se que duas cepas do vírus estão tendo maior atenção, uma no Reino Unido e outra na África do Sul. Não se sabe muita coisa da que existe em Manaus.
    Leite, o impostor, aproveita para alavancar sua campanha para presidente. Por mais que se traga gente do Amazonas não resolve o problema por lá. O sistema por aqui não tem tanta folga, bandeira vermelha por todo lado. A logística não é simples nem barata, mais eficiente levar recursos para lá e, ainda por cima, não se corre o risco de espalhar a nova cepa.
    Resumo da opera: caso clássico de burrice, troca-se o que é material pelo imaterial. No caso ‘solidariedade’ e ganho político.

Deixe uma resposta para O Brando Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo