DestaqueRegião

SANTIAGO. Secretaria de Educação vai implantar projeto para estimular prática de xadrez nas escolas

Objetivo é disponibilizar o jogo para alunos do 5º ao 9º ano na rede municipal

Por Prefeitura de Santiago

Tido como um dos jogos mais antigos do mundo, o xadrez é considerado uma prática esportiva e também uma poderosa ferramenta educativa. E neste ano, Santiago terá a implantação do projeto “Xadrez nas escolas”, uma nova iniciativa da Secretaria de Educação, Esporte e Cultura. Com isso, se pretende estimular a concentração, o raciocínio lógico, a disciplina, o espírito esportivo, socialização, memorização, respeito às regras e muito mais.

Conforme a secretária de Educação, Mara Rebelo, a ideia é implantar o xadrez para alunos do 5º ao 9º ano nas escolas da rede municipal no período de março a dezembro. Esse novo desafio vai necessitar de investimentos para a aquisição dos tabuleiros e também o treinamento de professores que vão auxiliar os alunos.

“Com o Xadrez na Escola, os estudantes vão desenvolver a inteligência, o autocontrole, a paciência, os valores comportamentais e evoluir no rendimento escolar. E também nos abre a possibilidade de criarmos torneios e estimular o avanço nessa modalidade”, considerou a secretária de Educação, Mara Rebelo.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo