DestaqueSanta Maria

BASTIDORES. CPI do Shopping Independência é adiada, tratamento precoce, direção igual na SAAB

Abertura de Comissão quase engavetada, mas discurso do autor virou o jogo

Retirada de uma assinatura acabou atrasando a formação da CPI que investigará cumprimento das cláusulas contratais do processo licitatório do Shopping Popular Independência. Após discurso do autor, a “recuperação” do colegiado (foto Karohelen Dias/Câmara)

Por Maiquel Rosauro

O Shopping Popular Independência está prestes a se tornar alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Legislativo de Santa Maria. A formação do colegiado deverá ocorrer, possivelmente, na sessão de quinta-feira (22).

A CPI deveria ter sido formada nesta terça (20), uma vez possuía as sete assinaturas necessárias para sua formação: Pablo Pacheco (PP), que apresentou a proposta, Tony Oliveira (PSL), Ricardo Blattes (PT), Helen Cabral (PT), Tubias Calil (MDB), Anita Costa Beber (PP) e João Ricardo Vargas (PP).

Porém, Blattes, representado pelo vereador Manoel Badke – Maneco (DEM), retirou sua assinatura (o petista estava ausente porque recupera-se de uma cirurgia). Por consequência, a proposta foi retirada de pauta.

Mas, no Grande Expediente, Pacheco soltou o verbo na tribuna. Criticou a omissão do Parlamento em não querer abrir a CPI e indicou que irregularidades que ocorreriam no sorteio das bancas dos comerciantes. A intenção do progressista é investigar o cumprimento das cláusulas contratais do processo licitatório do empreendimento.

O reclame surtiu efeito. Werner Rempel (PCdoB) disse que o discurso de Pacheco desanuviou a situação e que irá assinar o pedido de abertura de CPI. Mais tarde, chegou à informação de que Blattes, que acompanhava a sessão via TV Câmara, também foi convencido pela explanação do progressista e irá assinar novamente o documento.

Com oito assinaturas, a expectativa agora é de que a CPI seja formada já na próxima sessão.

Chapecó

O Legislativo aprovou, nesta terça, viagem dos vereadores Tubias Calil e Tony Oliveira a Chapecó. A dupla viajará nesta quinta, sem pagamento de diárias ou uso de carro oficial. O objetivo é conhecer os métodos e as práticas de enfrentamento à pandemia no município.

“Vamos lá ver como funciona o tratamento precoce”, afirma Tubias.

No entendimento do emedebista, o tratamento precoce está inviabilizado em Santa Maria.

SAAB

Diretoria da SAAB, quando tomou posse em 2019 (Foto Arquivo)

A diretoria e os conselheiros da Sociedade Amigos do Boi de Botas (SABB) foram reconduzidos para o Biênio 2021/2023, com o coronel Nestor Alves dos Santos Filho à frente da entidade. A SABB é uma sociedade civil militar criada em 2001 com o objetivo de preservar e promover o Memorial Marechal Mallet, juntamente com o Museu que possui mais de 4 mil itens de vários momentos da história do Brasil e do Rio Grande do Sul, assim como da Arma de Artilharia do Exército Brasileiro.

A recondução ocorreu devido a um Ato Administrativo emitido pelo presidente nato da SABB, que ao mesmo tempo é o comandante do Regimento Mallet, tenente coronel Alan Martins Gomes, justificado em razão da pandemia que impossibilita uma nova eleição (confira abaixo a nominata).

Diretoria Executiva

Presidente da Diretoria Executiva: Cel. R1 Nestor Alves dos Santos Filho

Vice-presidente da Diretoria Executiva: Prof. Ivan Henrique Vey

Secretário da Diretoria Executiva: Gustavo Moreira

Tesoureiro: Juliano Luiz Tonetto

Conselho Deliberativo:

Presidente do Conselho Deliberativo: Prof. Jéferson Costa Nunes

Vice-presidente do Conselho Deliberativo: Moacir da Rosa Alves

Secretário do Conselho Deliberativo: Cap. R1 Davi Martins Corrêa

Conselho Fiscal:

Presidente do Conselho Fiscal: Ten. Cel. Hélder Henrique de Souza Pires

Suplente do Conselho Fiscal: Cap. R1 Adelmo Silva Dal Pozzolo

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Shopping é o mais premente problema da aldeia? Fora buracos, pandemia, vacinas?
    SAAB é uma empresa, sigla cria confusão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo