Segurança

SEGURANÇA. Brigada Militar prende homem que usava bola de futebol para esconder drogas

Prisão ocorreu na Rua Nilo Peçanha, na madrugada deste domingo (18)

Por Comunicação Social do 1º RPMon

Policiais apreenderam com o indivíduo uma pistola calibre 380 municiada com 10 cartuchos. Foto Divulgação

Na madrugada deste domingo (18), uma guarnição da Força Tática do 1º Regimento de Polícia Montada (1ºRPMon), durante ações de policiamento ostensivo no bairro Salgado Filho, efetuou a prisão de um homem por tráfico de entorpecentes e porte ilegal de arma de fogo.

A prisão ocorreu na Rua Nilo Peçanha quando a guarnição se deparou com um indivíduo carregando uma bola de futebol.

O acusado ao perceber a presença dos policiais jogou a bola no chão e empreendeu fuga, sendo acompanhado e abordado.

Após revista pessoal foi encontrado na cintura do homem uma pistola calibre 380 municiada com 10 cartuchos e um telefone celular.

A guarnição apreendeu a bola de futebol, sendo constatado que dentro haviam seis telefones celulares, seis carregadores, quatro fones de ouvido, 295 gramas de maconha, 4,20 gramas de cocaína, cinco chips de telefone e uma balança de precisão.

Diante dos fatos, o acusado de 38 anos foi conduzido à Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA).

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo