DestaqueSanta Maria

CIDADE. Formalizada entrega do inacabado prédio da ‘USE’ ao SESC, que agora responde pelo imóvel

Escritura pública com os encargos foi assinado nesta quarta pela Prefeitura

Assinatura do documento que oficializou a doação aconteceu na tarde desta quarta-feira (foto Guilherme Scapin Borges/Prefeitura)

Por Rafael Favero / Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal

Com foco no desenvolvimento econômico e social, a Prefeitura de Santa Maria formalizou mais um passo de uma parceria com o setor privado para, no futuro, entregar benefícios para a população. Na tarde desta quarta-feira (19), foi realizado o ato de assinatura da escritura pública com encargos do imóvel que abrigou a antiga sede da União Santa-Mariense dos Estudantes (USE), localizado na Rua do Acampamento.

A partir de agora, a responsabilidade sobre a área passa a ser do Serviço Social do Comércio do Rio Grande do Sul (Sesc-RS), que passará a realizar a manutenção e a limpeza do espaço.  

O terreno será destinado à construção de mais uma unidade operacional do Sesc-RS, com instalações dedicadas à prestação de serviços de educação, desenvolvimento social, saúde, esporte e lazer, além da implantação de programas voltados a atender as demandas da comunidade de Santa Maria. Além disso, durante cinco anos, a contar do início do funcionamento da unidade, o Sesc-RS deverá oferecer até 10% das vagas dos serviços disponíveis para o Município sem custos aos interessados. Esses encargos se darão como contrapartida à doação, que está prevista na Lei Municipal número 6.422/2019, aprovada pela Câmara de Vereadores. 

“Estamos valorizando as pessoas que poderão desfrutar desse investimento. Estou muito feliz que estamos concretizando algo que a cidade queria. Todos nós vamos passar, mas a obra e os serviços irão ficar”, comemorou o prefeito Jorge Pozzobom

Ainda neste ano, o Sesc-RS deverá apresentar ao Executivo Municipal o montante de investimento, o cronograma de implantação e os projetos básicos da obra que será feita no terreno. A entidade tem o prazo de três anos, isto é, até 2024, para concluir as obras.

De acordo com o presidente do Sistema Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, a comunidade de Santa Maria, bem como os sindicatos que fazem parte da base da entidade, será atendida com eficiência nas suas principais necessidades. 

“Vamos verificar o que há de procura na comunidade. Posso prometer que a cidade será recompensada pelo gesto da Prefeitura”, afirmou Bohn, que também é presidente dos Conselhos Regionais do Sesc e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial no Rio Grande do Sul (Senac-RS).

O vice-prefeito Rodrigo Decimo também comemorou a parceria. Durante a reunião, ele ressaltou a importância do investimento para Santa Maria. “Agradeço ao Sistema Fecomércio, que está acreditando na nossa cidade, na qual os setores do comércio e dos serviços têm uma contribuição imensa para o Produto Interno Bruto (PIB). É um investimento que prestigia os sindicatos que compõem a base da entidade e refletirá diretamente em prol da população”, comentou Decimo. 

Também participaram da reunião o secretário municipal de Gestão e Modernização Administrativa, Marco Mascarenhas, o ex-vereador e empresário Cezar Gehm, o presidente do Sindigêneros Região Centro, Eduardo Stangherlin, o presidente do Sindilojas Região Centro, Ademir José da Costa, o gerente jurídico do Sesc-RS, Gustavo Rocha, o gerente do Sesc-RS, Flávio Dias, o diretor regional do Sesc e do Senac, José Paulo da Rosa, o conselheiro estadual do Sesc, Gilberto José Cremonese, e o presidente do Sindicato da Habitação (Secovi) Centro Gaúcho, Antonio Odil Gomes de Castro.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo