DestaqueSanta Maria

COVID-19. Prefeito veta parcialmente projeto que estabelece a prioridade de vacinação a profissionais

Projeto de lei de Paulo Ricardo e Anita foi sancionada com veto a sete incisos

Projeto dos parlamentares Paulo Ricardo Pedroso (PSB) e Anita Costa Beber (PP) teve sete incisos vetados (Foto Reprodução)

Por Maiquel Rosauro

O prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) passou a tesoura no projeto de lei que estabelece prioridade de vacinação, contra covid-19, a profissionais de serviços essenciais que atuam direto com o público. A proposta, de autoria de Paulo Ricardo Pedroso (PSB) e Anita Costa Beber (PP), foi sancionada com sete incisos vetados.

Entre as dez categorias que o projeto incluía como grupo prioritário, Pozzobom manteve apenas os profissionais de transporte público municipal e intermunicipal, serviços funerários e secretárias(os) de consultório e clínicas na área de saúde.

A lista de vetados inclui profissionais de moto táxi e moto frete, de todo o comércio local, postos de combustíveis, comunicação, saneamento, fornecimento de energia elétrica, supermercados, entre outros.

“O referido Projeto de Lei estabelece prioridade para grupos que não estão contemplados no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação”, alega o prefeito em seu veto.

Agora, a questão será encaminhada para análise da Procuradoria Jurídica do Parlamento e, posteriormente, será analisado em plenário pelos vereadores, que terão a opção de manter ou derrubar o veto.

Confira o veto na íntegra (AQUI).

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Informação furada tem aos montes por aí. Vacinação acima de 18 anos não é por falta de vacina, é falta de teste. Organização Mundial da Saúde. Algumas fizeram testes até 16 anos. É só verificar o site da WHO.
    Centro de Controle de Doenças nos EUA liberou quem está totalmente vacinado (doses e prazos) a menos que exista regra governamental obrigando o contrário. E por conta disto está ‘levando pau’ a três por dois, uns dizem que não poderia ter ocorrido a liberação, criatura ainda poderia transmitir, não existe certeza. Além disto os não vacinados estão tirando a mascara também. Logo existem programas ‘noticiosos’ do RS divulgado m. para variar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo