DestaqueSanta Maria

SAÚDE. Mais de 20 casos confirmados de dengue e meia centena sob investigação em Santa Maria

Surto considerado, ao menos por enquanto, de pequeno porte e concentrado

Maior parte concentrada no limite entre os bairros Nossa Senhora do Rosário e Bonfim (foto Guilherme Scapin Borges/Prefeitura)

Por Rafael Favero / Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal

Os moradores de Santa Maria precisam ficar em alerta. De acordo com a atualização desta sexta-feira (14) do boletim epidemiológico de dengue, o Município registra mais de duas dezenas de casos da doença. A maior parte está concentrada na região limítrofe entre os bairros Nossa Senhora do Rosário e Bonfim, na área central da cidade. 

Até agora, são 26 casos confirmados de dengue e outros 51 em investigação. Conforme o coordenador de Vigilância Ambiental – Controle do Aedes aegypti (mosquito transmissor), Denoide Samuel Mezeck, o surto, por enquanto, pode ser considerado de “pequeno porte”. Ele explica que a classificação de “surto” já pode ser utilizada em Santa Maria porque as notificações estão bastante restritas a uma região apenas, onde os mosquitos fazem transmissão comunitária. 

Mezeck acrescenta que a Secretaria Municipal de Saúde segue com o trabalho de busca ativa para controle dos casos, de segunda a sexta-feira. Os agentes de saúde da Prefeitura vão até as residências da população, devidamente identificados, e utilizam todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários durante a pandemia da Covid-19. 

“Nós fazemos o controle químico e mecânico. Retiramos ou inutilizamos materiais que acumulam água limpa – que não foi alterada por produtos químicos — e parada. Esse é o método mais eficaz, o mecânico. Quando não é possível fazê-lo, utilizamos o método químico, com produtos para eliminar larvas ou o próprio mosquito”, explica o coordenador. 

A Secretaria Municipal de Saúde tem recebido notificações de outros bairros. No entanto, geralmente, os pacientes diagnosticados com dengue que não moram nos bairros Nossa Senhora do Rosário e Bonfim, geralmente, trabalham ou tiveram contato com pessoas que residem nessa região. 

Além disso, na quarta-feira (12) pela manhã, a 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), em parceria com a Prefeitura Municipal, realizou uma ação de combate à dengue nos bairros mais afetados com a difusão de produto químico adequado para frear a propagação do mosquito transmissor.

Cuidados

Segundo Mezeck, os sintomas da dengue são semelhantes ao de uma gripe forte e até mesmo da Covid-19. Por isso, a orientação é que, ao sentir sintomas como dor de cabeça, no fundo dos olhos, dor no corpo e febre, a pessoa deve procurar a unidade básica de saúde mais próxima. As equipes de Saúde estão informadas sobre o surto e irão encaminhar o paciente para realizar o exame para dengue, que é feito de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo