DestaqueEducação

UFSM. Veja as propostas das chapas à Reitoria encabeçadas por Luciano Schuch e Rogério Koff

Cinco nomes já estão inscritos para pleito do dia 28 nos Conselhos Superiores

Lista tríplice para novo reitor e vice será eleita nos Conselhos Superiores e, após, encaminhada ao governo Federal (Foto Divulgação)

Por Maiquel Rosauro

Foi movimentado o primeiro dia de inscrições para a eleição que definirá a lista tríplice para a escolha de reitor e vice-reitor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Já há cinco candidatos para o pleito que será realizado, em 28 de julho, nos Conselhos Superiores da instituição (Conselho Universitário – Consu, Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão – Cepe e Conselho de Curadores).

Pela chapa “Voa UFSM”, que representa a continuidade da atual gestão do reitor Paulo Burmann, se inscreveram: Luciano Schuch, atual vice-reitor; Cristina Wayne Nogueira, professora do Programa de Pós-Graduação Bioquímica Toxicológica; e Martha Bohrer Adaime, atual chefe de Gabinete do Reitor da UFSM.

Pela chapa “Unidade na Ação”, que representa a oposição, estão inscritos Rogério Koff, professor do Departamento de Ciências da Comunicação; e Genesio Mario da Rosa, coordenador do programa de pós-graduação em Ciência Tecnologia Ambiental no campus de Frederico Westphalen.

O período de inscrições se encerra na sexta-feira (16). No sábado (17), será divulgada a homologação das inscrições pela Comissão Eleitoral. Já entre os dias 20 e 27 de julho, será realizada a campanha eleitoral.

Caberá aos conselheiros votarem nos nomes inscritos e, ao final da apuração, os três mais votados formarão a lista tríplice para reitor, que será encaminhada ao governo Federal para nomeação.

Junto às inscrições realizadas nesta segunda-feira (12), os candidatos entregaram o programa de gestão de seus grupos, indicando que os cabeças de chapa são Luciano Schuch e Rogério Koff. Ambos os documentos apontam os caminhos que serão traçados pelo novo reitor entre 2022 e 2025.

Voa UFSM

O programa da chapa Voa UFSM tem 15 páginas dividas por áreas como Gestão de Pessoas, Comunicação, Ensino, entre outras. O grupo defende uma universidade autônoma, pública, gratuita e de qualidade.

Na apresentação, a chapa deu uma alfinetada na oposição, resgatando a primeira etapa do pleito à Reitoria, junto à Comunidade Universitária, que teve a presença apenas dos três candidatos de situação.

“Reiteramos o compromisso com a defesa permanente do livre pensar, da pluralidade e da ética e de nos comprometermos a respeitar o resultado da pesquisa de opinião junto à Comunidade Universitária, pois acreditamos nas decisões colegiadas e as respeitamos”, diz trecho do programa.

A Chapa Voa UFSM defende cinco princípios fundamentais, sendo o primeiro a “Defesa permanente da autonomia universitária, do conhecimento, da livre-expressão, do diálogo e da transparência”.

Entre as novidades que o grupo pretende trazer estão a criação do Programa de Transversalidade Acadêmica (PTA), em que o acadêmico de graduação possa se inscrever em qualquer disciplina de graduação, desde que haja vaga; e o Programa de Alto Desempenho, em que um estudante possa cursar disciplinas de pós-graduação, com aproveitamento na graduação.

Outra novidade é a criação de um conselho de assessoramento permanente, na Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE) com representantes do Diretório Central do Estudantes (DCE), lideranças das casas do estudante e da PRAE.

Confira o programa de gestão da chapa Voa UFSM (AQUI). 

Unidade na Ação

Experiência, competência, compartilhamento, resolutividade acadêmica e compromisso social. Estas são as palavras-chaves do programa de gestão da chapa Unidade na Ação, que almeja atuar com transparência e participação.

O documento tem 16 páginas e destaca que serão valorizados processos de gestão que priorizem a eficiência e produtividade. Chama atenção a repetição das palavras “cada vez mais”, que aparecem 13 vezes ao longo do texto e, sempre, grafadas em negrito.

“Em nenhum momento nos furtamos ao debate democrático, produtivo e sinalizador de conquistas para a UFSM. Contudo, há uma necessidade permanente de avançar, para tornar a Instituição cada vez mais pujante e reconhecida na sociedade, a qual se destina a servir”, diz trecho do programa.

Há também uma alfinetada na concorrência, no capítulo em que a chapa relata que pretende aprimorar questões estruturais e de pessoal, para melhorar e recuperar os índices de qualidade da UFSM: “Oportuno lembrar que nossos oponentes e críticos sempre procuraram ver apenas obstáculos no processo; por isso muitas vezes votaram contra as grandes decisões de interesse social”.

Uma das propostas é incrementar a qualidade dos cursos através de programa de fomento à autoavaliação e planejamento dos cursos de graduação (Plano de Desenvolvimento de Curso). Outra iniciativa é a criação de canais de comunicação mais eficientes entre a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEP) e os servidores; e criar as câmaras de pós-graduação e de pesquisa.

Como foco no desenvolvimento econômico e social de Santa Maria, região Central do Estado, e municípios dos entornos de Frederico Westphalen, Palmeira das Missões e Cachoeira do Sul, a chapa Unidade na Ação pretende criar o balcão de inovação UFSM. A proposta faz parte das Ações de inovação e extensão.

Confira o programa de gestão da chapa Unidade na Ação (AQUI).

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. E as propostas encabeçadas pelas outras duas candidatas a Reitor(a)?
    Temos mais duas candidatas. Dar foco ao atual Vice contraia o discurso do VOA.
    Isto de Encabeçar não é o correto.
    Houvesse UM Cabeça e não precisaria as demais se candidatarem.

  2. Como é evidente, em todos os casos uma série de declarações genéricas. Motivo simples, administração das IFES é extremamente gessada. ‘Defesa do conhecimento’? ‘Gestão democratica’? Balelas de sempre. Como as ‘muitas mudanças’ prometidas por terceiros.
    Resumo da ópera é que o sistema de ensino precisa de uma reforma há pelo menos uma década. Formam gente para o seculo passado. No caso das IFES é ainda pior, porque governo nenhum vai gastar capital politico numa briga gigantesca. Vermelhinhos então, nem se fala. Iriam querer formar duzentas comissões que levariam duas décadas ‘debatendo’ para chegar a lugar nenhum.
    Ainda aposto no cavalo do comissário.

Deixe uma resposta para Garibaldi Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo