CulturaDestaque

MÚSICA. Na guitarra de Marcus Manzoni, já está disponível ‘Gergelin’, novo single, para ir mais longe

Volta a soar a guitarra do santiaguense. E vem aí o álbum “Coração-Mochila”

Por Leonardo Catto (com Arte Mauro Monge)

A guitarra de Marcus Manzoni (Instagram; Spotify) voltou a soar. Diferente dos últimos três trabalhos lançados entre 2015 e 2017, o novo single ‘Gergelim’, lançado nesta sexta-feira, 6 de agosto, apresenta outro aspecto de Manzoni.

A versatilidade é expressa na diferença entre os trabalhos. Gergelim é a primeira música do futuro álbum Coração-Mochila, previsto para 26 de novembro de 2021. Para dar boas vindas ao próximo trabalho, o otimismo é a tônica.

Sob a máxima de “contigo eu vou mais longe”, a música leva da alta madrugada até a estrada entre um verso e outro. A trivialidade da bolacha de gergelim dá lugar a um olhar direto para os olhos. É o salto que leva Manzoni e o ouvinte ao “mais longe”.

“Ia findando aquele 2016 louco quando começava a engatar meu relacionamento com minha atual namorada. Compartilhamos amizades e aglomerações, hoje quase inimagináveis. Depois das noitadas, eu convidava a lindona pra ir até minha casa, com o propósito de comermos algo juntos antes de nos despedirmos. Eu só não estava ligado que a gata, na verdade, era taurina e grande apreciadora da culinária. Pra encurtar a história, chegando na minha casa, era sempre alta madrugada e eu só tinha bolachas de gergelim”, conta Marcus sobre a composição da letra.

AUDIOVISUAL

O lançamento conta já com um clipe gravado em Santiago, terra de Manzoni. O filme ilustra os versos do refrão e antecipa parte do trabalho que ainda é planejado para o álbum. A produção é independente e feita por Rodrigo Nenê e Leonardo Catto.

O que – Single e clipe de Gergelim, de Marcus Manzoni

Quando – 6 de agosto

Como acompanhar – no YouTube (https://www.youtube.com/watch?v=D6OxFl8VUiA)

MARCUS MANZONI
Músico, compositor e produtor musical, Marcus Manzoni é nascido e vivido em Santiago, no interior do Rio Grande do Sul. Imerso em dualidades, ele canta algo que “pode ser, mas pode não ser”. Para além de contrastes entre cidade e campo, mas sem desconsiderá-los, Manzoni expressa o cotidiano como folclore na música.

Manzoni tem no currículo quatro álbuns (2 Anos Depois, de 2013, e Acoustic Sundays volumes 1, 2 e 3, de 2015, 2016 e 2017, respectivamente). Em Santiago, ele também atua como sound designer e produtor musical no próprio estúdio, chamado Sabilá.

FICHA TÉCNICA

Música e Letra de Marcus Manzoni.

Direção: Rodrigo Nenê e Leonardo Catto.

Produção: Rodrigo Nenê, Leonardo Catto, Marcus Manzoni e Leandra Cruber.

Direção de Fotografia: Rodrigo Nenê.

Roteiro: Marcus Manzoni, Rodrigo Nenê e Leonardo Catto.

Montagem: Rodrigo Nenê e Leonardo Catto.

Finalização: Rodrigo Nenê.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo