DestaqueSaúde

COVID. Cidade deixa o feriado com um quadro de absoluta estabilidade na ocupação dos hospitais

Número similar ao do começo da pandemia: 26 leitos ocupados (13 em UTI)

Até 10 e 5 da noite desta terça-feira ainda não estava disponível, no site da Prefeitura, o Boletim Epidemiológico do dia. A boa notícia é que também não há informação alguma sobre óbitos, o que seria a pior das notícias e que já faz mais de uma semana não acontece.

Já quanto às hospitalizações, com os dados disponíveis, se pode afirmar esse feriado mostra uma situação de absoluta estabilidade. O número total de pacientes é o mesmo da segunda-feira, 26. E a oscilação, entre os ocupantes de leitos em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), é apenas residual: são 13 hoje (10 casos confirmados e três suspeitos), eram 12 ontem.

Esse relatório diário é constatado na mais recente atualização (veja na imagem acima) do site da Secretaria Estadual de Saúde, agora às 9 e 8 da noite. Aliás, você pode conferir também, a seguir, a ocupação de cada um dos hospitais referência em covid na cidade, também nesse horário:  Hospital de Caridade (3 internados, nenhum em UTI), Universitário (5, inclusive uma criança, 3 em UTI), Casa de Saúde (3) e Regional (15, 10 em UTI).

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo