DestaqueSanta Maria

CÂMARA. Vereadores querem confeccionar Carteira de Identidade Funcional. Adivinha quem vai pagar!

CNM oferece a carteira de graça, mas Mesa quer que o contribuinte pague

Prestígio pago com o dinheiro do contribuinte. É assim que a Mesa quer aperfeiçoar a apresentação dos vereadores (Foto Reprodução)

Por Maiquel Rosauro

Não basta ser vereador. Agora, os parlamentares de Santa Maria querem uma Carteira de Identidade funcional com o brasão do Município para provar que atuam no Parlamento. A prestigiosa apresentação dos edis será paga, óbvio, com dinheiro público.

O Projeto de Resolução Legislativa 8954/2021, protocolado nesta sexta-feira (15), pela Mesa Diretora, determina que a carteira seja confeccionada em plástico PVC, nas dimensões 86×54,0,76mm. Entre as informações que deverão constar estão foto, nome, nome parlamentar adotado, partido político, RG, CPF e prazo de validade do documento.

“As despesas decorrentes da execução desta Resolução correrão por conta de dotação orçamentária própria da Câmara Municipal”, diz o projeto.

E se o parlamentar perder o documento, sem problemas, basta “comunicar por escrito a ocorrência à Mesa desta Casa Legislativa, que providenciará a segunda via do vereador (a)”, determina a iniciativa.

A Justificativa do projeto é sucinta. São quatro parágrafos e apenas um deles sustenta o projeto: “A Carteira de Identidade Funcional de Vereador visa proporcionar prova de identidade civil e identificação de vereador durante o exercício do seu mandato, no uso das suas atribuições legais e institucionais”.

Para que seja oficializado, o projeto de Resolução Legislativa ser aprovado em Plenário. A proposta é assinada pelos seis membros da Mesa Diretora: João Ricardo Vargas (PP), presidente; Paulo Ricardo Pedroso (PSB), vice-presidente; Admar Pozzobom (PSDB), 2º vice-presidente; Alexandre Vargas (Republicanos), 1º secretário; Tony Oliveira (PSL), 2º secretário; e Danclar Rossato (PSB), 1º suplente.

UVB

A iniciativa não diz quanto a carteira vai custar. Mas se o problema é um documento de identificação, existem formas de conseguir sem gastar dinheiro público.

A União dos Vereadores do Brasil (UVB) produz a Carteira do Vereador. O preço é R$ 55,00 e nem é preciso se filiar à entidade para emitir o documento (AQUI).

“É a mais prestigiosa forma de apresentação do parlamentar municipal enquanto participante da classe política. Assim estará qualificado de forma nacional, para trânsito nas instituições de todos os níveis, em regime de apresentação visual similar a de todos seus colegas”, diz a UVB.

CNM oferece de graça documento que a Mesa Diretora do Legislativo de Santa Maria quer produzir com recursos públicos

CNM

Se os vereadores não querem a carteira da UVB, podem solicitar o documento junto à Confederação Nacional dos Municípios (CNM). E o preço? É grátis!

“A Carteira Nacional de Prefeito(a), Vice-Prefeito(a) e Vereador(a), expedida gratuitamente pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), objetiva facilitar a identificação dos gestores locais quando no exercício de suas funções constitucionais e legais de representação do Município”, diz a CNM.

Para ter a sua, o vereador precisa apenas clicar neste link (AQUI) e seguir os passos para a confecção.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. Uma VERGONHA essa Mesa Diretora apresentar um projeto desses. Os vereadores ja ganhammuito pelo “trabalho” deles, tem adicionais até para ir ao banheiro, e ainda o pouco do tempo que realizam atividade inerente a função pensam em ferrar o povo, o funcionalismo, ou ficam debatendo e se xingando.
    Volto a afirmar que cada vez me decepciono mais com essa Câmara. Aliás é bom estarem mostrando sua cara tão cedo, pois assim da tempodos seus eleitores repensarem a porcaria que fizeram.
    Aliás o vereador Pacheco tem meu apoio por ter aberto na sua campanha que é contrário a reeleição dos vereadores. Espero que cumpra o que falou.

  2. Cabeça vazia oficina do capeta! Que é vermelho e chifrudo! Unico detalhe: a outra carteira não é gratis. Alguém paga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo