DestaqueSanta Maria

BARRACO DA ALEMOA. Frida ZenKalo não esconde sua emoção com votos de Subcomissão da Câmara

E também tem a descoberta do edil sobre quem estaria por trás da covid-19

Só carinho

A subcomissão de ética e decoro parlamentar da nossa briosa Casa do Povo, apresentou na terça, 23, voto pelo arquivamento da representação externa movida por um advogado contra o presidente da Câmara, Coronel Ricardo Vargas (PP). Na Sessão Ordinária de 12 de agosto, Vargas convidou Blattes para uma “conversinha” no estacionamento do prédio do parlamento municipal.

Não houve “quebra de decoro”, segundo os edis Admar Pozzobom (PSDB), Marina Callegaro (PT) e Pablo Pacheco (PP), depois acompanhados pelo restante da comissão. Aliás, parece até que o parlamentar pepista alegou que, o convite, na verdade era para tomar um cafezinho com o petista. Vargas até teria pensado em cantar aquele refrão da música do Rei: “você, meu amigo de fé, meu irmão camarada…”

Vereador descobre o culpado pela Covid

No debate sobre o uso ou não uso de máscara contra a Covid-19 na Câmara, o vereador Tony Oliveira (PSL) apareceu com uma novidade. Disse ter descoberto quem estaria por trás do vírus que, só no Brasil, matou mais de 600 mil pessoas. Adivinha quem é? Olhe a foto e descubra.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo