CulturaDestaque

CULTURA. Cineasta Luiz Alberto Cassol receberá o Prêmio Vitor Mateus Teixeira, da Assembleia gaúcha

Outras 18 personalidades do Rio Grande serão reconhecidas pelo parlamento

Luiz Alberto Cassol (D), com o deputado Valdeci Oliveira é um dos agraciados do “Vitor Mateus Teixeira 2021” (foto Tiago Machado)

Por Tiago Machado / Da Assessoria de Imprensa do Deputado Valdeci Oliveira

O diretor, produtor e roteirista cinematográfico Luiz Alberto Cassol está entre os agraciados (ver lista completa no final do texto) da edição 2021 do Prêmio Vitor Mateus Teixeira, que foi criado em 1997 pela Assembleia Legislativa.

Ele, que é natural de Santa Maria, vai receber o Prêmio Teixeirinha na categoria Cineasta. A entrega do Troféu ocorrerá na próxima quinta-feira (9), no Teatro Dante Barone, em Porto Alegre.  Além dele, outros 18 profissionais, em diferentes categorias, também vão receber a homenagem.

Nome indicado pelo deputado estadual Valdeci Oliveira (todas as indicações do Prêmio Teixeirinha partem de deputados e deputadas), Cassol teve o currículo avaliado e aprovado pela Comissão Julgadora do Vitor Mateus Teixeira, que é formada por representantes do Sindicato dos Compositores Musicais do RS – SICOM/RS; Sindicato dos Músicos Profissionais do Rio Grande do Sul; Movimento Tradicionalista Gaúcho – MTG; Fundação Vitor Mateus Teixeira; e do Departamento de Cultura da Assembleia Legislativa.

“Ficamos muito felizes em ter a nossa sugestão acolhida pela Comissão Julgadora, que sempre faz uma análise bastante criteriosa. O Prêmio Teixeirinha é um importante instrumento de valorização da cultura do Rio Grande do Sul, e o Beto Cassol, por todos os serviços prestados ao cinema estadual e nacional, merece muito esse singelo, mas importante reconhecimento do Parlamento gaúcho. Que ele e os demais premiados e premiadas sigam fortalecendo o setor cultural, que é muito forte no nosso Estado, mas que precisa, permanentemente, ser valorizado e apoiado”, destacou Valdeci.

“Recebo com muita alegria esse prêmio e divido (o reconhecimento) com as equipes de cada produção que dirigi. Agradeço o reconhecimento de minha trajetória pela Assembleia Legislativa, a partir da indicação do deputado Valdeci, em especial neste ano, em que foram lançados projetos que trabalhei na direção e roteiro, sendo três séries, dois curtas e um longa-metragem”, disse Luiz Alberto Cassol, ao tomar conhecimento da premiação.

Trajetória – Em mais de 20 anos de atuação na área do audiovisual, Cassol possui uma relação bastante extensa de trabalhos e atividades desempenhadas na área e de prêmios conquistados no Brasil e no exterior. Ele foi idealizador do Festival Santa Maria Vídeo e Cinema, que em 2021 realizou a sua 14ª edição, diretor do Instituto Estadual de Cinema (IECINE), presidente do Conselho Nacional de Cineclubes (CNC) e, atualmente, é diretor executivo, produtor e roteirista da Filmes de Junho Produtora e diretor e roteirista da Accorde Filmes.

Agraciados do Prêmio Vitor Mateus Teixeira 2021

Categoria   – Agraciado(a)

Cantor –  Renato Fagundes

Cantora –  Janaína Cavelheiro

Declamador – Ariel Pereira

Declamadora – Patricia Lautert

Trovador – Paulo Rogerio Lima Chaves (Cravinho Chaves)

Trovadora – Maria Iraci Ramires Cavalheiro (Chiquinha)

Compositor (A)  –  Vaine Darde

Instrumentista  –  Eliandro da Luz da Rosa

Arranjador (A) –  Antonio Flores

Pajador (A) –  Orlei Carames

Cineasta – Luiz Alberto Cassol

Produtor (A) Musical –  Luciano Fagundes

Capa de Disco  –  Somos Anita

Veículo de Divulgação de Artista Gaúcho (A) – Rádio Liberdade FM de Porto Alegre – Rede Pampa

Grupo de Show  –  “Mas Bah!”

Grupo de Baile  –  Os Tropeiros de Passo Fundo

Grupo de Dança Gaúcha   –  Grupo de Arte Nativa Lagoa Vermelha

Bandinha Típica Alemã  –  Banda Musikfest

Apresentador (A) de Programas Regionalistas de Rádio ou Televisão (para o Troféu José Mendes)  –  Jaime Ribeiro 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo