DestaqueRegião

SANTIAGO. Saúde regional se fortalece com a inauguração do Instituto do Coração no município

Investimento junto ao Grupo Hospitalar Santiago é superior a R$ 10 milhões

Prefeito Tiago Gorski Lacerda (E) inaugurou o Incor com a presença do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga (Foto Divulgação)

Por Prefeitura de Santiago

Há anos Santiago é considerado um polo regional de saúde. E no último sábado (27), fortaleceu ainda mais essa posição, destacando-se no Rio Grande do Sul com a inauguração do Instituto do Coração (Incor), junto ao Grupo Hospitalar Santiago, num investimento acima de R$ 10 milhões. A importante conquista foi acompanhada pela presença de um ministro da Saúde, pela primeira vez cumprindo agenda no município.

Representando o Governo Federal, Marcelo Queiroga foi recebido no Grupo Hospitalar Santiago juntamente com outras lideranças, como o senador Luis Carlos Heinze e os deputados federais Pedro Westphalen, Giovani Cherini, Marcelo Brum e Osmar Terra, além do prefeito Tiago Gorski Lacerda e o secretário de Saúde do município, Éldrio Machado.

O Instituto do Coração (Incor) representa mais um avanço histórico em atendimento especializado no município, oferecendo procedimentos de alta complexidade como angioplastia, cateterismo, colocação de stents, cardiologia, neurocirurgia e vários outros. O GHS já conta com o centro de oncologia.

O próximo passo será a inauguração do serviço de neurocirurgia, com credenciamento pelo SUS, a ser inaugurado em 2022.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo