Artigos

Emergência climática – por João Luiz Vargas

“São Sepé também aderiu ao Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e a Energia”

A questão ambiental nunca foi tão importante e nos fez refletir com tanta intensidade. Na atualidade, nos traz a percepção da transversalidades temática, sobre educação ambiental, ecologia urbana e desenvolvimento econômico, cultural e social. Como Prefeito de São Sepé, procuro planejar ações para que todas essas questão se mantenham em harmonia.

Nesta semana, participei de uma reunião com outros Prefeitos do estado, onde o assunto abordado foi a estiagem que tem prejudicado diversas cidades do Rio Grande do Sul desde o ano de 2020.

Em junho de 2021, quando São Sepé decretou Emergência Climática, a Administração Municipal deu início a trabalhos para diminuir os impactos das mudanças climáticas. Com isso, se tornou a segunda cidade do Brasil e a primeira do Rio Grande do Sul a estabelecer esse compromisso.

Em 2022, São Sepé também aderiu ao Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e a Energia – uma aliança internacional de cidades e governos locais, com o objetivo de compartilhar promoção e apoio à ação voluntária para combater as mudanças climáticas e caminhar para uma sociedade resiliente e de baixa emissão.

O propósito de todas essas ações é conseguir apoio para que o município obtenha sucesso na construção do Plano Municipal de Mudanças Climáticas, para enfim, combater as mudanças climáticas e caminhar para uma sociedade resiliente e de baixa emissão. 

Proteger o meio ambiente é tarefa de todos, e um trabalho conjunto e colaboração é fundamental para que as próximas gerações possam usufruir de tudo o que nosso planeta oferece.

(*) João Luiz Vargas, prefeito de São Sepé (ex-deputado, ex-presidente da Assembleia Legislativa e ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado), escreve no site às sextas-feiras.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo