DestaqueEstado

ESTADO. Governo do Rio Grande do Sul conclui primeira etapa de atualização do portal Dados RS

Trabalho contemplou referências socioeconômicas, incrementando sua base

Por Assessoria de Comunicação da SPGG

Após quatro meses de trabalho, o governo estadual concluiu a primeira etapa de atualização do portal Dados RS, que é o portal de dados abertos do Estado do Rio Grande do Sul. A atualização contemplou 195 conjuntos de dados oriundos da ferramenta DEEDados, que reúne informações de natureza socioeconômica relativas ao Estado e a seus municípios.

O trabalho foi realizado a partir de parceria entre a Subchefia de Ética, Controle Público e Transparência da Casa Civil, coordenadora da política de dados abertos (Decreto nº 53.523/2017), e a Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, por intermédio do Departamento de Economia e Estatística (DEE/SPGG).

Além da importação dos dados, as equipes das duas secretarias trabalham para facilitar a adesão de outros órgãos e entidades ao Portal Dados RS e, para tanto, o DEE/SPGG produziu uma solução tecnológica e um manual técnico que visam facilitar a migração de dados públicos disponíveis em portais institucionais do Executivo estadual para o Portal Dados RS.

A segunda etapa do trabalho prevê a sensibilização de órgãos e entidades para aderirem à iniciativa e lançarem informações referentes às suas áreas no portal.

Informações públicas atualizadas e disponíveis a todos
“A função de manter continuamente atualizadas séries de dados sobre o Rio Grande do Sul e disponibilizá-las amplamente ao público apresenta um alcance inicialmente imensurável, pois permite que qualquer cidadão, universidade, empresa, ou mesmo outros órgãos de governo utilizem informações essencialmente públicas para melhorar a tomada de decisão ou gestão”, afirma Bruno Paim, chefe da Divisão de Dados e Indicadores do DEE/SPGG.

De acordo com ele, em um momento em que cada vez mais a sociedade entende e valoriza a análise de dados, é importante o Estado também desempenhar esta função.

Sobre a política de dados abertos, a subchefe de Ética, Controle Público e Transparência, Viviane Furtado Migliavacca, destaca “a importância do trabalho que vem sendo realizado pelos envolvidos, que visa fomentar a transparência pública”. Devido à relevância dessas ações, a temática compõe o Acordo de resultados da Casa Civil, na qualidade de projeto estratégico, este ano, acrescenta Viviane.

O fomento da política de dados abertos tem amplo apoio da Casa Civil e da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, estando com a primeira a coordenação do projeto estratégico e, com a segunda, a coordenação adjunta.

O que é o portal Dados RS
O Dados RS é o portal de dados abertos do Estado do Rio Grande do Sul, que reúne num só lugar os dados dos órgãos públicos estaduais, facilitando sua localização, seu acesso e sua reutilização. O objetivo é fomentar o desenvolvimento colaborativo de conteúdos e soluções inovadores por parte dos cidadãos, do setor privado, das universidades e de organizações não-governamentais, com impactos econômicos e sociais positivos para a sociedade gaúcha.

O portal pode ser acessado em https://dados.rs.gov.br/.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Sim. Assistencia Social, Cultura, Energia, Ciencia/tecnologia/inovação, turismo, meio ambiente com 0 (zero) conjuntos de dados. E vai saber se os que existem são confiaveis. Alás, aldeia quase não tem dados compilados sobre economia. Unica iniciativa por aqui foi da UFN que media a inflação. No mais é voo cego.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo