DestaqueEducação

MUNICÍPIO. Sindicato dos Professores contesta secretário sobre “regime suplementar de trabalho”

Quase totalidade trabalha sem receber a 'RST', é o que afirma o Sinprosm

Por Paulo André Dutra / Da Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Professores Municipais (Sinprosm)

A categoria dos professores municipais de Santa Maria acompanhou com incredulidade a entrevista do secretário Marco Mascarenhas ao programa Bom Dia, Cidade, da Rádio CDN, na manhã desta segunda-feira (23). O titular da pasta de Administração e Gestão de Pessoas afirmou textualmente que “a quase totalidade” dos cerca de 450 professores em RST (regime suplementar de trabalho) “recebeu ou vai receber até o dia 31 deste mês, caso haja alguma pendência ainda”.

A afirmação foi feita logo após a coordenadora de Organização e Patrimônio do Sinprosm, Juliana Moreira, confirmar, na mesma emissora, que a entidade sindical ajuizará ação pelo pagamento imediato das RST’s. Isso por que a quase totalidade dos professores trabalha desde fevereiro sem receber, tendo em alguns casos havido apenas o pagamento do valor relativo ao mês de abril. Portanto, a afirmação do secretário não condiz com a triste realidade: esses professores estão pagando para trabalhar.

O trecho da entrevista foi publicado nas redes sociais do Sinprosm (confira abaixo, no video) e a resposta dos professores deixa evidente que a situação é insustentável.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo