DestaqueRegião

CACHOEIRA DO SUL. Comitê de Combate à Dengue estuda solicitar Decreto de Emergência para o verão

Município prevê aumento de casos de dengue durante meses quentes do ano

Poder Público e Forças Armadas se reuniram para tratar do tema na sexta-feira (22). Foto Divulgação

Por Patricia Miranda / Prefeitura de Cachoeira do Sul

Na Sexta feira (22), o Comitê de Combate à Dengue da Prefeitura Municipal se reuniu na sede da Secretaria da Saúde, no Hospital da Liga Operária. O motivo da reunião foi avaliar o atual cenário da doença em Cachoeira do Sul e preparar a organização das ações para o período de primavera e verão. A reunião reuniu SMS, Secretaria do Meio Ambiente, Secretaria de Educação, DVS, 24ª CRE, 8ª CRS, UCAB, Exército e Defesa Civil.

Decreto de emergência
No encontro o Secretário Municipal da Saúde, Marcelo Figueiró, comemorou que os SUPERMUTIRÕES contra a Dengue já atingiram mais de 7500 casas contatadas, no entanto, mesmo com todo este esforço a cidade atingiu mais de 1000 contaminados leves, além de três óbitos confirmados devido a doença.

“Nossos agentes de Endemias e de Saúde estão fazendo um trabalho exemplar nos bairros da cidade, eliminando focos de acúmulo de água, que é onde o transmissor, o mosquito Aedes Aegypti, se reproduz. No entanto, mesmo assim, vemos novos casos de dengue surgindo a cada dia. Nossa preocupação é que isto ocorre no inverno e quando a primavera chegar certamente à incidência aumentará”.

Neste sentido Figueiró propôs ao Comitê que se inicie um estudo para que, se necessário, o município tenha condições de solicitar situação de emergência ao Governo do Estado, por causa da dengue, para os meses de calor.

Sociedade apoia organização
“A situação de emergência permite que o município amplie suas condições de combate ao mosquito, recebendo recursos de esferas superiores e tendo processos burocráticos facilitados para combater a praga”, explica Figueiró. O Comitê apoiou a pauta e foi encarregado ao DVS junto com a Defesa Civil fazer o estudo para requerer a emergência caso necessário.

“É fundamental começarmos esta discussão antes do verão pois a decisão de um decreto deste tipo é demorada e num ápice de contaminação não podemos esperar”, acrescenta o Coordenador do Comitê, Armindo Macedo, que também é presidente da UCAB.

Os representantes do exército por sua vez pediram que a prefeitura invista em conscientização da população.

“Nosso povo tem de estar ciente das dificuldades que poderemos enfrentar. Neste sentido é necessário divulgar de todas as formas possíveis como combater esta epidemia. As Forças Armadas estão à disposição para auxiliar nesta empreitada”, salientaram.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo