DestaqueEleições 2022

ELEIÇÕES 2022. Valdeci Oliveira apresenta as suas propostas para o plano de governo de Edegar Pretto

Projeto de combate a fome será entregue também aos demais concorrentes

Valdeci Oliveira apresenta propostas para o plano de governo de Edegar Pretto (PT), que concorre ao Palácio Piratini (Foto Divulgação)

Da Assessoria de Imprensa do Parlamentar

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdeci Oliveira, entregou nesta terça-feira (2), durante reunião com o candidato a governador pelo PT, o também deputado Edegar Pretto, propostas a serem incluídas no plano de governo da Coligação PT-PCdoB-PV-PSOL e Rede Sustentabilidade.

Candidato à reeleição a uma vaga no parlamento estadual, Valdeci solicitou a Edegar que, de forma prioritária, priorize os temas do combate à fome e da criação de uma política de renda básica permanente do RS e que busque a implementação, na rede pública de saúde, da Lei Estadual do Teste do Pezinho Ampliado, de sua autoria, que, apesar de ter sido sancionada em 2019, ainda não foi implementada pelo governo. “A Lei aumenta de seis para mais de 50 as doenças que podem ser detectadas com um simples teste nos recém- nascidos, o que possibilita o início imediato dos tratamentos. É uma lei que salva vidas e garante a sobrevivência dos pequenos”, defende Valdeci.

Ex-prefeito de Santa Maria por duas legislaturas, Valdeci defendeu ainda que o plano de gestão dos candidatos ao governo estadual preveja a constituição de uma grande força-tarefa de combate à fome e à pobreza, alicerçado em ações emergenciais e no acesso à rede de proteção social. “O atual cenário em que vivemos nos mostra que é preciso que se tomem medidas urgentes que garantam acesso das populações socialmente vulneráveis à alimentação, se fortaleçam as políticas de geração da renda e se garanta o acesso a serviços públicos pela população mais pobre”, defendeu. 

Durante o encontro com Edegar, Valdeci defendeu ainda a necessidade de que o próximo governo dê uma atenção especial ao Hospital Regional de Santa Maria, para que este opere em toda a sua capacidade e seja 100% SUS. “O Regional foi uma luta de anos, uma luta de muita gente e essa estrutura pública precisa, o quanto antes, estar funcionando a pleno “, avaliou o parlamentar, que também defendeu que o plano de governo do PT contemple o fortalecimento dos hospitais regionais e do SUS, além da valorização dos trabalhadores e trabalhadoras em geral, especialmente os profissionais das áreas da saúde, educação e segurança.

Renda Básica
Ao final do encontro, Valdeci entregou a Edegar uma cópia do projeto 528/2019, de sua autoria, que institui a Política Estadual de Renda Básica de Cidadania no Estado do Rio Grande do Sul. A matéria, protocolada no final de 2019, já passou por diversas comissões na Assembleia, mas parou na de Economia, o que a impede de ir à votação em plenário.

“No RS, experiências de renda básica ainda não foram implementadas. Mas há acúmulos importantes na área da distribuição de renda que podem contribuir positivamente para o debate. O RS Mais Igual, criado na gestão Tarso Genro, por exemplo, atendeu cerca de 100 mil famílias gaúchas em situação de extrema pobreza”, defendeu Valdeci.

“São propostas factíveis, necessárias e que certamente contarão com o nosso acolhimento. É preciso que se rediscuta urgentemente o papel do Estado no combate às desigualdades”, afirmou Edegar Pretto.
Assim como fez com o candidato do PT, Valdeci buscará entregar as suas propostas a outros candidatos ao Piratini. “Independentemente da ideologia, é preciso que atuemos de forma coletiva. Quem tem fome, tem pressa”, avaliou o presidente do Parlamento gaúcho.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo